Mitos & Realidade: desmentindo mitos sobre o mormonismo

Após alguns dias de trabalho e brigas contra software desconhecido, codecs, plug-ins e orientações imprecisas dadas por gente com muito boa-vontade e quase nenhum conhecimento de causa, consegui finalmente concluir o trabalho de legendar um vídeo da Igreja que estava esquecido no fundo de uma pasta dentre as milhares existentes no disco rígido de meu computador.

Tão logo terminei e publiquei o vídeo legendado no YouTube, descobri que, dois ou três dias antes, a Igreja havia lançado versão atualizada desse vídeo. “Lá vou eu de novo…”, pensei.

Fosse com o vídeo original ou com a versão nova, eu não podia fazer muita coisa em termos de obra missionária, já que a grande maioria das pessoas a quem eu poderia apresentá-lo não fala inglês. Senti que tinha que fazer algo a respeito. O vídeo pareceu-me precioso demais para simplesmente não fazer nada e deixar que a parte do mundo que fala português não tirasse proveito dele.

Inspirado por tal sentimento de urgência, senti-me fortemente compelido a desbravar os mistérios do trabalho de legendar vídeos. Por isso, lancei-me à caça da informação necessária. Foram dias de pesquisas e frustrações até que consegui descobrir o caminho das pedras. O resultado você vê abaixo.

Uma parte boa desse trabalho é que tudo foi feito com software grátis. 🙂

O vídeo de 10 minutos foi originalmente produzido para o grande número de jornalistas que visitavam Salt Lake City por ocasião dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2002. A intenção era dissipar mitos persistentes sobre a Igreja.

“Mitos & Realidade” foi desenvolvido como uma apresentação sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Foi exibido a uma grande audiência composta por produtores da rede de TV NBC e repórteres antes dos jogos de 2002 para orientá-los sobre as crenças, práticas e cultura dos Santos dos Últimos Dias. A NBC foi a patrocinadora oficial dos jogos de 2002 e convidou a Igreja para fazer uma apresentação à sua grande equipe de jornalistas cobrindo o evento.

Os tópicos do vídeo refletiram o tipo de perguntas que os jornalistas faziam — perguntas sobre poligamia, sobre a abertura da Igreja e se é uma igreja cristã.

O ex-zagueiro do futebol americano Steve Young — descendente de Brigham Young, segundo presidente da Igreja entre 1847 e 1877 — e a ex-miss EUA Sharlene Hawkes, ambos membros da Igreja, falam no vídeo sobre três grandes equívocos públicos envolvendo a Igreja.

O vídeo aborda primeiro a poligamia. “Grupos que praticam a poligamia e alegam ser mórmons não estão relacionados entre os 13 milhões de membros que a Igreja tem em seus registros em Salt Lake City”, diz Steve Young. Ele acrescenta que o termo “mórmon” nunca deve ser aplicado a essas outras religiões e que não há coisa como “mórmons fundamentalistas”.

O vídeo fala também da persistente percepção de que os mórmons são uma sociedade fechada interessada apenas em cuidar de si mesma. A verdade é que a maior parte da ajuda humanitária da Igreja, totalmente patrocinada por doações de membros, vai para pessoas de todos os credos.

Sharlene Hawkes fala sobre o caráter cristão dos mórmons dizendo que os membros da Igreja são “cristãos até o âmago”. Cercada por sua família, ela fala também que sua fé é importante para ela.

O vídeo tem sido mostrado a grupos de jornalistas e e em algumas reuniões públicas, mas está sendo disponibilizado na Internet pela primeira vez.

Se você é membro da Igreja, como eu, o vídeo acima pode ser uma boa ferramenta missionária. Use e abuse dele. 🙂

(Visited 105 times, 1 visits today)

Artigos relacionados:

Publicado em Outros assuntos com a(s) tag(s) , , , , , , , . Adicione o link permanente deste artigo a seus favoritos.

13 comentários em Mitos & Realidade: desmentindo mitos sobre o mormonismo

  1. Um video muito sensasionalista. Não condiz com a realidade do que seja realmente o mormonismo. Falo isso porque vivi por 18 anos a doutrina. Seria melhor se todos pedissem desculpas pelas mentiras, racismo, poligamia, poliandria, e crimes contra inocentes como o Massacre de Mountain Meadows.

    • Marcelo Todaro disse:

      Antônio Carlos,

      Você viveu 18 anos na Igreja? Eu já estou nela há 27 e sei que nada do que você diz sobre ela é verdade. A Igreja não tem que se desculpar por rigorosamente nada.

      Sobre a poligamia/poliandria, leia este meu artigo: http://marcelotodaro.info/?p=1076

      Sobre Mountain Meadows, leia este: http://marcelotodaro.info/?p=203

      Sobre o suposto racismo: http://amai.jc.nom.br/racismo_0.htm

      Como conheço você da comunidade Ex-Mórmons Brasil do Orkut, sei que só está interessado em atirar pedras na Igreja e não quer saber de nada que não concorde com seu ponto de vista, portanto não espero que leia nenhum dos artigos indicados acima.

      Você se baseia nas palavras de homens para formar sua opinião. Felizmente não preciso disso. Deus tem boca e fala, por isso estou onde estou, não importa o que doutores e eruditos digam. Não é a opinião deles ou a sua que me importa, e sim a de Deus.

      Sei que a Igreja é verdadeira e o Livro de Mórmon também — e não é porque eu meramente queira crer nisso. Sei que nenhuma de suas acusações contra a Igreja é verdade, senão eu estaria no seu lugar, fazendo o que você faz e até melhor do que você. Caso queira entender a razão de minha certeza (coisa de que duvido), leia este artigo: http://marcelotodaro.info/?p=406

      Um abraço!

      • Marcos disse:

        Não sei se você já visitou o blog do Popinhaki, mas na primeira vez em que entrei e li algumas coisas quase que me afastei da Igreja. O que me motivou a permanecer na Igreja além dos testemunhos que tenho, foi o fato de que dado momento comecei a duvidar até mesmo de Jesus Cristo, então parei e pensei e lembrei que desde que me conheço por gente eu acredito em Jesus Cristo e minha fé nele sempre me ajudou. Será que o Popinhaki nunca obteve um testemunho? Ou será que orou e perguntou sem sinceridade alguma ou com verdadeira intenção de saber? Olha o que ele mesmo disse em seu blog:
        “Amigos Mórmons, que comentam neste blog. Sinto afirmar para vocês que o mesmo sentimento que cada um de vocês tem em relação à igreja a qual abraçaram “como verdadeira”, eu mesmo já senti. E ouso em afirmar mais: Senti de uma forma muito intensa. Caso contrário, nem estaria perdendo tempo escrevendo um blog contra a doutrina Mórmon.”

        Porque será que ele nega esses sentimentos intensos?
        Será que pra ele hoje é tudo fruto da imaginação dele? E o mais intrigante é que ele afirma que tais sentimentos é que fizeram ele fazer o blog contra a Igreja, ao contrário do seu blog. Você que o conhece melhor e conhece melhor os antimormons, tem uma explicação para isso?

        • Marcelo Todaro disse:

          Marcos,

          Não posso falar dele (nem de ninguém, aliás) com conhecimento de causa, pois não estou dentro dele para saber o que houve. Portanto, qualquer coisa que se diga é mera especulação.

          Então, dentro de um contexto meramente especulativo, imagino que em algum momento ele deve ter decidido relativizar o testemunho que o Senhor lhe deu, optando por crer que não veio Dele.

          Mas, como eu disse, isso é mera especulação. O que me consola é que todos teremos direito a um julgamento justo e que o meu não será feito pelo Popinhaki, por isso o que ele diz ou deixa de dizer para mim não tem a menor relevância.

          A mim não importa a opinião dos homens. A mim só importa a opinião de Deus. Por isso estou onde estou há quase 30 anos e só Ele pode me tirar de lá.

          Um abraço!

          • Marcos disse:

            Quando eu disse que você os conhece melhor, eu não me referia ao interior de cada um e sim ao fato de você já ter debatido com ele e com outros antimormons no orkut, e sendo conhecedor de seus argumentos contra a Igreja. Peço desculpas se não fui claro. Você conhece algum caso de membro que se tornou antimormon ferrenho e depois se arrependeu e voltou a amar a Igreja?

            Obrigado mais uma vez por sua atenção e ajuda.

            • Marcelo Todaro disse:

              Na verdade, nunca debati com ele nem com ninguém, pois esse é o tipo de coisa que não faço, até por conta do que diz Jesus em 3 Néfi 11:28-30:

              (…) não haverá disputas entre vós, como até agora tem havido; nem haverá disputas entre vós sobre os pontos de minha doutrina, como até agora tem havido. Pois em verdade, em verdade vos digo que aquele que tem o espírito de discórdia não é meu, mas é do diabo, que é o pai da discórdia e leva a cólera ao coração dos homens, para contenderem uns com os outros. Eis que esta não é minha doutrina, levar a cólera ao coração dos homens, uns contra os outros; esta, porém, é minha doutrina: que estas coisas devem cessar.

              E também, como digo em meu artigo A razão da esperança que há em mim: “Jamais me propus a responder críticas e não abri exceção desta vez. Crítica é sintoma de ceticismo, que se combate com testemunho.”

              Não conheço nenhum exemplo desse citado, mas sei que existem de ouvir falar.

              Um abraço!

  2. Noelle disse:

    Tá, vi o video, e dai???? O fato de os membros da SUD serem tão “virtuosos” não muda o fato da doutrina SUD ser antibiblica! Não questionamos a moral dos membros e sim a doutrina mórmon que é totalmente baseada em mentira de um lunático, falso prefeta, a saber, Joseph Smith!

  3. Saulo de Mattos disse:

    Eu venho por meio deste e-mail, agradecer à vc, e acredito que, deve haver mais, em tentar esclarecer esta doutrina, sou membro há vários anos, já fiquei afastado um bom tempo, mas sempre que surgia alguma dúvida em relação há esta igreja, eu ia em busca de respostas, para mim e para outros, para não por maiores dúvidas eu usava somente a Bíblia, a dúvida tinha que ser esclarecida ali primeiro, depois sim eu verificava nos outros livros da igreja, sempre fui esclarecido, creio em todos os mandamentos da igreja, ainda tenho muitos defeitos, não julgo ninguém, por isso eu digo a todos que tentam distorcer as coisas, primeiro perguntem, verefiquem, estudem e peçam a Deus orientação e sabedoria pra entender, pois é muito facil critícar, sem realmente conhecer, Obrigado!!!!!!

  4. Pingback: Verdades e Mitos sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias « Estreito Caminho

  5. Humberto Barbosa disse:

    Parabéns pela excelente iniciativa. Este video é simples e esclarecedor, ao mesmo tempo que é arrojado e testificador das verdades do Evangelho Restaurado. Obrigado.

  6. Fã Incondicional disse:

    Excelente iniciativa!

    Como sempre, na frente em disposição, serviço, boa vontade, Espírito sintonizado e paciência.

    Pequenas coisas que contam na balança, otimizam as ferramentas que temos para a propagação do Evangelho e fazem nosso coração sorrir.

    Muito bom!

 

REGRAS PARA COMENTAR NOS ARTIGOS:

  1. Não use agressividade, provocações, insultos, ironias, deboches, maledicências, palavrões e coisas desse tipo, ou seu comentário será sumariamente apagado. Aceito críticas, sim, o que não aceito é falta de educação e de respeito.
  2. Não use e-mail falso ou seu comentário poderá ser apagado.

Deixe seu comentário - mas observe as regras acima!