Se uma guerra não pode ser evitada, que seja de idéias, não de pedras

O mundo testemunhou fatos históricos esta semana. O mais significativo deles foi a eleição de Barack Obama para presidente dos Estados Unidos. Aproveitando o dia de eleição, um grupo de Estados americanos incluiu no pleito de terça-feira (5) propostas sobre diversos assuntos, incluindo mudanças na legislação sobre aborto, drogas, educação e casamento entre pessoas do mesmo sexo. Em três desses Estados — Califórnia, Flórida e Arizona —, a maioria da população optou por dizer não ao casamento gay. No caso da Califórnia, cerca de 52% dos eleitores decidiram aprovar a inclusão na Constituição estadual da seguinte frase: “Apenas o casamento entre um homem e uma mulher é válido e reconhecido na Califórnia”. Ao todo, 27 Estados americanos já haviam proibido o casamento gay antes desta eleição, casamento que havia sido legalizado na Califórnia pela Suprema Corte estadual em junho.

Inconformados, cerca de dois mil homossexuais californianos organizaram muitos protestos contra a proibição, conhecida como Proposition Nº 8. Parte desses protestos concentrou-se ao redor do Templo de Los Angeles, provocando o fechamento temporário do templo. Os manifestantes gritavam palavras de ordem contra a Igreja por ter apoiado a Proposta 8 e incentivado os membros a apoiá-la inclusive com doações financeiras. Os membros californianos da Igreja atenderam ao chamado da Primeira Presidência e, segundo estimativas, doaram ao todo cerca de US$ 20 milhões à causa vencedora. Por isso, os homossexuais revoltados acusam a Igreja de ter comprado o resultado, dentre outras calúnias bem menos suaves.

No cerco que promoveram ao Templo de Los Angeles, os enraivecidos defensores da causa gay picharam e escalaram seus muros gritando “Vergonha!” e “Fanáticos!”. O site do jornal Los Angeles Times publicou dezenas de fotos dos manifestantes escalando os muros do templo, fazendo sinais e, nos casos mais inflamados, sendo presos pela polícia. De acordo com notícias, um ativista gay ligou para o templo dizendo que estariam protestando do lado de fora em caráter permanente enquanto o casamento gay não fosse legalizado. Dentre as pichações no muro do templo lia-se “Voltem para Utah” e “Mórmons vão para o inferno”.

Ainda segundo notícias, os manifestantes prometeram perseguir a Igreja, atacar sua condição de isenta de impostos e infernizar a vida dos membros que fizeram doações em dinheiro à causa anti-casamento gay, relacionados no site Mormonsfor8.com.

Um artigo do site FamilyLeader.info conta que um membro da Igreja residente na área comentou o episódio dizendo: “Não entendo bem a reposta de nossa polícia (embora eu mesmo seja policial). Se isso estivesse acontecendo em uma sinagoga de judeus ou em uma igreja católica, estaríamos prendendo pessoas por crime de ódio. Tal como as coisas estão neste momento, os manifestantes estão sentados no muro do templo e a polícia está no chão, do lado de dentro. Membros da Igreja em nossa região foram convocados na noite passada para irem à sede da estaca e passarem a noite lá para proteger o edifício do vandalismo — é como se fosse há 150 anos”.

Curiosamente, a política de raivosa intimidação promovida pelos ativistas gays contra a Igreja deixou de lado todas as demais agremiações religiosas que também apoiaram a Proposta 8. Embora nenhum prédio de outras igrejas tenha sido atacado como foi o Templo de Los Angeles, gays e aliados têm destilado veneno contra cristãos de modo geral.

Um artigo do site WorldNetDaily.com observa que blogs gays têm efervescido em ameaças contra os que professam crença em Cristo. “Queimem suas igrejas e depois cobrem impostos das cinzas”, escreveu um ativista gay em um blog. Em outro, alguém disse: “Espero que os anti-8 tenham facas bem grandes”. Escreveu-se também: “Alguém na Califórnia poderia botar fogo nos templos mórmons de lá, POR FAVOR? Falo sério! Façam isso!”

Ameaças contra a vida também foram feitas pelos gays, segundo o WorldNetDaily. Um deles disse: “Creia-me: tenho uma longa lista de nomes de mórmons e católicos que foram grandes apoiadores da Proposta 8… Aconselho-os a tomarem cuidado”. Outro escreveu: “Se você estiver planejando um casamento heterossexual na Califórnia… esteja preparado para enfrentar os piqueteiros. Designem alguém para tomar conta do estacionamento… Vocês terão muitas despesas inesperadas. Adicionem US$ 500 a seu orçamento para segurança… Estejam preparados para colocar flores em outros locais além da recepção… ou para um gosto esquisito no bolo de casamento. Tenham medo. Tenham muito medo. Estamos em toda parte”.

Em Salt Lake City, cidade onde se situa a sede da Igreja, também houve hostilidades contra ela. Segundo este artigo (com vídeo) do KLS.com, entre 3 e 5 mil pessoas se concentraram ao redor da Praça do Templo gritando ofensas contra a Igreja. Testemunhas disseram que houve quem fizesse ameaças de morte ao Presidente da Igreja, Thomas S. Monson.

Mas entre os gays também há pessoas de bom senso que, embora aborrecidas, condenam tais atitudes extremadas. De acordo com o artigo do WorldNetDaily, Matt Barber, diretor de assuntos culturais do Liberty Counsel, chamou as ameaças de “crimes de ódio” por seu intento de gerar violência contra alguém por causa de sua crença e convocou o Human Rights Project, o National Gay and Lesbian Task Force e “outros líderes dentro do lobby homossexual” a incentivar o fim de tais ameaças.

Jacob Whipple, organizador da manifestação de Salt Lake City, teve que se desculpar pelos ânimos exaltados de alguns. “Peço desculpas. Isso passou um pouco do limite. Não quero ferir sentimentos de qualquer lado do problema”. Um membro do legislativo do Estado de Utah lembrou à multidão que o mundo os estava observando. “Que protestemos com civilidade e respeito, pois apreciamos a liberdade de religião e de expressão”.

Em resposta aos prostestos, a Igreja pronunciou-se dizendo:

É perturbador que A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias tenha sido a única a levantar a voz como parte de seu direito democrático em uma eleição livre.

Os membros da Igreja na Califórnia e milhões de outros de todas as religiões, etnias e afiliações políticas que votaram a favor da Proposição 8 exerceram o mais sacrossanto e individual direito dos Estados Unidos: o de livre expressão e voto.

Apesar de aqueles que discordam de nossa posição terem o direito de fazerem seus sentimentos serem conhecidos, é errado transformar a Igreja e seus lugares sagrados de adoração em alvo, já que são parte do processo democrático.

Novamente, conclamamos aos envolvidos no debate sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo a agir em espírito de respeito mútuo e civilidade uns para com os outros. Ninguém, em nenhum dos lados da questão, deve ser difamado, perseguido ou submetido a informação errônea.

Sensibilizada por tais eventos, a Igreja Católica Apostólica Romana prestou apoio formal a A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias na luta pela família e contra o casamento gay.

Agora, a minha opinião.

Ódio não é coisa de Deus. Quem quer que o promova está a serviço do inimigo de Deus, que é Satanás. Mesmo quem não acredita em Deus (ou em Satanás) sabe que fomentar o ódio é errado. Essa não é a maneira certa de se lutar por um ideal.

Se a lista de igrejas e instituições que apoiaram a Proposta 8 tem várias páginas de extensão — batistas, católicos, episcopais, protetantes, cristãos sem denominação específica, judeus, negros, etc. —, por que só nós é que estamos sendo alvo do ódio gay? Por quê só um pequeno grupo em particular tem que estar sob ataque quando a maioria de uma população expressou sua opinião através de uma eleição livre?

Nós, membros da Igreja, somos ensinados a votar e agir de acordo com os ditames de nossa consciência e concedemos a todos o mesmo direito.

Tenho amigos gays e por eles sinto amor fraternal. Não concordo com o estilo de vida deles e eles sabem disso, mas nem por isso perco o respeito por eles. Na Igreja somos ensinados a amar os pecadores, mas não o pecado.

Acredito que os gays e seus aliados que deixaram sua indignação transformar-se em vandalismo acabaram prestando um desserviço à própria causa. O pedido de Matt Barber, as desculpas de Jacob Whipple e as palavras do legislador de Utah são prova disso.

Pessoalmente, fiquei satisfeito em saber que a Proposição 8 foi aceita e a Constituição da Califórnia terá a inclusão da definição de casamento como sendo apenas entre um homem e uma mulher. Meus motivos para isso estão claramente expostos em meu artigo Por que sou contra o casamento gay. A diferença é que, se minha causa tivesse saído perdedora, como a deles saiu, eu não iria para a rua vandalizar os gays nem escreveria ameaças contra eles em blogs. Por mais antinatural e atentador contra as leis de Deus eu ache que é o homossexualismo e por mais que me sinta incomodado pela atitude gay de tentar impor sua vontade à força e no berro, isso não me dá o direito de querer fazer o mesmo. O que vimos nessas manifestações foi claramente a poderosa e perniciosa influência de Satanás na vida de pessoas sem Deus.

Por lei, a Igreja tem o direito de se manifestar em questões de ordem moral. E é também o que faço neste blog. Foi o que fiz quando me manifestei contra o casamento gay ao vivo em rede nacional de TV. Dentro dos limites estabelecidos pelas leis de Deus e dos homens, todos temos o direito de manifestar nossas idéias. Mas o que os gays fizeram ultrapassou em muito esses limites. Tais atitudes devem ser condenadas e reprimidas. Se acham que têm o direito de lutar pela aprovação de seus valores pela lei dos homens (já que jamais conseguirão mudar as leis de Deus em favor de seus interesses), devem fazê-lo na arena correta: a dos poderes legislativo e judiciário. Foi exatamente isso o que a Igreja fez. Essa é a maneira certa. Se uma guerra não pode ser evitada, que seja de idéias, não de pedras. Convoco meus irmãos homossexuais a fazerem o mesmo. O espaço para comentários deste artigo está aberto para isso.

[ATUALIZAÇÃO, 10/nov/2008]: Meu amigo Oswaldo de Moura mandou-me artigo escrito por um oficial da polícia de Los Angeles, Paul Bishop, que é membro da Igreja e que participou do trabalho de vigiar os protestos dos gays. Ele resumiu o que viu, ouviu, sentiu e aprendeu com as manifestações de ódio dos gays e de seus aliados e, no fim, dá conselhos de deslumbrande beleza e inspiração sobre como lidar com esse tipo de oposição — conselhos que me fizeram perceber que preciso me arrepender em alguns pontos.

Leia o artigo completo (em inglês), ilustrado com diversas fotos, em www.ldsmag.com/ideas/081110hate.html.

[ATUALIZAÇÃO, 14/nov/2008]: Enquanto mais capelas estão sendo vandalizadas, vidros quebrados, muros pichados e outras coisas mais nos estados de Utah e da Califórnia, um envelope branco contendo um pó branco foi encontrado em meio à correspondência endereçada ao Templo de Salt Lake. Os bombeiros foram chamados, o templo foi evacuado e pessoas que tocaram o envelope estão sendo examinadas enquanto não se sabe o que o envelope contém. Outro envelope com pó branco foi enviado ao Templo de Los Angeles. A polícia e o FBI estão investigando o caso. Veja reportagem (em inglês) com vídeo. Há também reportagens em português das agências Reuters e Associated Press.

Sete localidades e edifícios já foram queimados desde 16 de agosto em Brigham City, no norte de Utah, cidade fundada por Brigham Young onde se concentra grande grupo de descendentes dos pioneiros e é a cidade natal do Élder Boyd K. Packer, do Quórum dos Doze, e também onde o Pres. Lorenzo Snow está enterrado. Os silos de grãos incendiados e outras duas propriedades são de pessoas que doaram dinheiro para a campanha pró-Proposição 8. Veja reportagem (em inglês) com vídeo.

Inconformado e sem entender o porquê de toda essa sandice, um católico que doou US$ 20 mil a favor da Proposição 8 escreveu protesto solidário a A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Leia (em inglês) aqui.

Os élderes Dallin H. Oaks, do Quórum dos Doze, e Lance B. Wickman, dos Setenta, deram entrevista em que falam sobre a Proposta 8.

Comentário interessante que li em uma comunidade do Orkut:

“Os mais liberais (homosexuais), que cobram das pessoas uma mente aberta e sem preconceitos e levantam a bandeira da aceitação e da igualdade, estão dando uma bela demonstração de como lidar com os que não aceitam sua maneira de ser.”

É o velho “faça o que digo, mas não faça o que faço”. Isso tem um nome: hipocrisia.

[ATUALIZAÇÃO, 15/nov/2008]: A Primeira Presidência da Igreja emitiu nota oficial em que diz:

Desde quando o povo da Califórnia votou por reafirmar a santidade do casamento tradicional entre homem e mulher, em 4 de novembro de 2008, locais de adoração têm sido alvo de opositores da Proposição 8 com protestos e, em alguns casos, vandalismo. Pessoas de fé têm sido intimidadas por simplesmente exercer seus direitos democráticos. Estas não são ações dignas dos ideais democráticos de nossa nação. O fim de uma eleição livre e justa não deve ser o início de uma resposta hostil nos EUA.

A Igreja tem plena consciência das diferenças de opinião neste assunto sensível e difícil. Os motivos desta posição em defesa do casamento já foram divulgados. No entanto, parte do que temos visto desde que os californianos votaram a favor da Proposição 8 tem sido profundamente desapontador.

Ataques a igrejas e intimidação a pessoas de fé não têm lugar no discurso civil sobre questões controversas. Pessoas de fé têm o direito democrático de expressar sua visão em praça pública sem temer represálias. Esforços para tirar cidadãos da discussão pública devem ser deplorados por pessoas de boa vontade em todo lugar.

Conclamamos os que têm discordâncias honestas sobre o assunto a desencorajar a prática de atos extremos por alguns que estão polarizando ainda mais nossas comunidades e fazer com que ajam em espírito de respeito mútuo e civilidade uns para com os outros.

[ATUALIZAÇÃO, 3/dezembro/2008]: O site do jornal Los Angeles Times publicou ontem opinião do editor em que se diz abismado com a reação ilógica e incoerente dos gays e liberais californianos contra a Igreja, considerando que, se a iniciativa de incentivar firmemente seus membros a apoiar a Proposição 8 tivesse vindo, por exemplo, dos judeus, não só não teria havido tamanha revolta dos gays e liberais como também, se tivesse havido, a reação da sociedade teria sido bem mais pungente. Ele se pergunta o porquê dessa diferença de tratamento e pondera: “É que os mórmons são a mais vulnerável das denominações religiosas culturalmente conservadoras e, portanto, o alvo mais fácil para uma campanha organizada contra a liberdade de consciência religiosa”. A leitura do artigo completo é altamente recomendável para ampliar a compreensão da questão.

 

(Visited 80 times, 1 visits today)

Artigos relacionados:

Publicado em Diário pessoal com a(s) tag(s) , , . Adicione o link permanente deste artigo a seus favoritos.

36 comentários em Se uma guerra não pode ser evitada, que seja de idéias, não de pedras

  1. Pingback: E batemos palmas à hipocrisia, porque ela é linda!!! « E eu respondi: Não sei (1 Nefi 13:22)

  2. Rodrigo disse:

    Agradeço ao Marcelo pelo retonro que tem me dado e as pessoas que deixaram mensagens para mim aqui. Agradeço de coração a intenção de vocês, mas como digo e repito, os sentimentos homossexuais envolvem muito mais do que apenas sexo, como diz o guia indicado pelo Marcelo “Envolve questões pessoas, sentimentais, etc”.
    Como disse, ninguém busca sofrimento para si mesmo e ninguém quer ficar só!
    E digo mais uma vez, a atitude dessas pessoas não deve ser tida como geral, por favor!
    E assim, a igreja é uma da entidades que mais ajudam as pessoas no mundo (isso se não for a que mais) e nada disso ou quase nada é divulgado, pois o que faz a mão direita a esquerda não precisa saber. Por mais que a igreja tenha direito em não aceitar, continuo a não entender porque tornar tão explicito algo que se aceito ou não pelo estado ou país, não mudará a opinião da igreja.

    Obrigado irmãos e que o Senhor os abençoe e as seus amados com total heterossexualidade.

    Abraço sempre a vc Marcelo e obrigado por fazer o possível para me ajudar!

  3. Marcelo Todaro disse:

    As notícias que li diziam que as análises iniciais provaram não ser substância tóxica. Ainda não fiquei sabendo outro detalhes. Quando souber, publico aqui.

  4. Fernando disse:

    O que era o pó branco? Cocaina? Alguma coisa toxica?

  5. Suely Lucena disse:

    Olá Artur!
    Não queremos agredir o mundo com a nossa crença.
    Desejamos do fundo do coração compartilhar com todos as verdades sagradas desse evangelho verdadeiro.
    Não acredito em fanatismo, mas em amor pela verdade.
    Somos um povo que respeita a opinião alheia, mas, que não deixa de declarar as verdades eternas do evangelho de Jesus Cristo.
    Acreditamos que podemos defender a verdade e a retidão de maneira pacifica, como sempre temos feito.
    Somos todos filhos de um mesmo Deus.
    Um grande abraço .

  6. Daniel disse:

    Olá Artur,
    Só pra lembrar, Jesus disse:
    Mateus 5:48 Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai celestial.
    Infelizmente pra você, me parece que os “perfeitinhos” não estão fazendo nada além do que foram mandados a fazer! E acredite, todos temos muito o que melhorar! E bota muito nisso!
    Não ser melhor que ninguém não é motivo pra buscar ser pior!

  7. Marcelo Todaro disse:

    Artur,

    Não sei que tipo de experiência você teve enquanto frequentou a Igreja, mas o fato é que, felizmente, as coisas não são assim como você pinta. Do contrário, ela não seria uma das igrejas que mais crescem no mundo. Afinal, especialmente em se tratando de religião e daquilo que se acredita ser seu destino eterno, todo mundo quer o que for melhor para si.

    Não vou falar pelos demais membros da Igreja, apenas por mim.

    Sou alguém que ama ser membro da Igreja. Gosto tanto dela que, se pudesse, moraria nela com minha família. Adoro minhas amizades SUD, adoro meu chamado, adoro servir na Igreja. Amo o Evangelho Restaurado com todas as minhas forças. Prefiro a morte a viver outra vida espiritual que não a que tenho hoje, que tanta satisfação e realização me traz.

    Sabe por quê gosto tanto da Igreja e do Evangelho Restaurado? Porque, quanto mais o tempo passa, quanto mais aprendo sobre o Evangelho, quanto mais conheço a mente e o coração de Deus, mais perfeito se torna o conhecimento que tenho de que esta é a única Igreja verdadeira. Se isso não fosse verdade, eu não estaria nela e não teria trazido minha família para ela. Estamos todos nela porque queremos o melhor para nós. E damos a vida pela certeza de que não pode haver nada melhor para nós do que A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

    Há quem me chame de fanático por isso. Você provavelmente deve estar pensando assim. Parentes e amigos meus pensam isso de mim.

    E daí?

    Cristo também foi criticado, perseguido e morto pelo que pregava. Quem sou eu para querer ser poupado das críticas e da oposição? Enquanto Satanás estiver solto no mundo, a Igreja de Jesus Cristo e seus membros sempre serão criticados, perseguidos e, se possível, exterminados, tal como há quem assim o deseje.

    Portanto, suas críticas não só não me surpreendem como também em nada me atingem. O que você está fazendo não é nenhuma novidade. Você nada mais faz do que cumprir o que está previsto nas Escrituras.

    O fato é que não deixaremos de cumprir o mandamento de proclamar o Evangelho de Jesus Cristo. É o que a Igreja vem fazendo desde que foi organizada, em 1830. Foi o que fez ao instar seus membros a apoiar a Proposição 8. É o que faço em meu blog.

    Quer chamar isso de fanatismo? Fique à vontade! Um dia todos saberemos quem tinha razão e esse dia está mais perto do que muitos imaginam. É um dia pelo qual espero com grande ansiedade, pois não tenho o menor fiapo de dúvida quanto à veracidade daquilo em que creio.

    E você?

    Um abraço!

  8. artur disse:

    eu acho q isso se da pela imagem de fanatismo q vem dos mormons
    ja fui mormon e decidi me afastar por isso
    tudo eh muito restrito e vc tem q ser o perfeitinho
    isso da uma impressao ( pra quem ta vendo de fora)
    de q sao fanaticos e por isso a raiva com relaçao a mormons e nao com outras igrejas
    por exemplo agora msm estou discordando com vcs
    mas ao inves de respeitar meu ponto de vista vcs vao quereer muda-lo para se ajustar ao de vcs
    isso eh ser mormon isso eh ser fanatico
    isso eh falta de respeito pela ideologia do otra pessoa q vcs julgam como inferior ou errada
    e a da vcs sendo a unica certa
    isso eh uma prova de q ate mormons os donos da verdadeira palavra de deus tem q ser humildes e aprender a relativizar mais as coisas, sem desistir de seu ponto de vista ( logico )

  9. Daniel Camargo disse:

    Olá Rodrigo,
    Acredito que o seu ponto de vista traz algumas questões importantes. Quando pertencia a uma ala que tinha um membro homosexual percebi que muitos preferiam fazer de conta que o problema não existia, e isso foi e esta sendo um grande problema na vida desse irmão.
    Hoje ele acabou por esquecer que o fato de ele ser homossexual não lhe garante o direito de ter relações sexuais fora do laço do matrimonio.
    Lembre-se que todos nós temos nossas fraquezas e são elas que nos lembram de nossa total dependência do Senhor.
    =====
    E se os homens vierem a mim, mostrar-lhes-ei sua fraqueza. E dou a fraqueza aos homens a fim de que sejam humildes; e minha graça basta a todos os que se humilham perante mim; porque caso se humilhem perante mim e tenham fé em mim, então farei com que as coisas fracas se tornem fortes para eles. [Eter 12:27]
    =======

  10. Sergio R Sakai disse:

    Caro Rodrigo !
    Jesus Cristo deu um unico ensinamento, eu nao vim aqui para estabelecer novas leis e sim para confirmar tudo oque ja foi dito antes, e fazer com que elas sejam cumpridas…portanto vejamos, nao existe a menor possibilidade de uma igreja que contradiza isto seja levada a serio nao e mesmo ? nao existe igreja verdadeira que seja a “conveniente” a espectativas pessoais de cada homen ! se existir uma assim pode crer que e falsa, nao e que os homens tenham que mudar os ensinamentos de Cristo a sua propria conveniencia e sim as “Inconveniencias” dos homens e que tem que ser deixada de lado, voce e mais forte doque isto, se voce tiver fe verdadeiramente em Jesus Cristo como diz, tera forca pra mudar, lembre-se doque ele disse a Pedro: Deveis ser como eu sou, e como eu sou ? igual a meu Pai que esta nos ceus…e ele tem um sexo e Homen…Macho pra caramba !!!galo nasce galo e nao bota ovo, fertiliza meu irmao, e mais facil a galinha criar dente !!!…Mude seja melhor…Queira !!!

  11. Marcelo Todaro disse:

    Olá, Rodrigo.

    Você recebeu a longa resposta que lhe enviei há quase um mês, em 18 de outubro?

    O assunto é idiscutível com quem não passa pelo que passamos, vive o que a gente vive ou está preparado para nos ajudar com algo mais completo do que “resista e se humilhe”.

    Rodrigo, talvez suas expectativas em relação à essa pretendida ajuda sejam altas demais. Pelo teor das conversas que já andamos tendo em particular, entendo que a ajuda ideal para você seria aquela que você acha que tem que receber, não a que o Senhor tem para lhe dar. Pessoalmente, conforme lhe falei em minha última resposta, acho que seu problema é de testemunho. Sim, pois, se seu testemunho fosse sólido, saberia que a ajuda do Senhor é aquela expressa no livreto Deus ama seus filhos, dirigido aos homossexuais. Há também a ajuda publicada no artigo Ajudar Os que Lutam Contra a Atração pelo Mesmo Sexo, da Liahona de outubro de 2007. Ambos os materiais foram escritos por Apóstolos do Senhor Jesus Cristo, portanto é de se esperar que sejam inspirado por Ele e que esteja ali o que Ele tem a dizer hoje sobre o tema. Se nem isso é suficiente para você, só podemos deduzir que o problema não está na Igreja nem em sua liderança, e sim em você mesmo. Cabe a você decidir se vai se ajustar à ajuda do Senhor ou se vai continuar esperando em vão por coisas que nunca acontecerão, como a Igreja consentir com o casamento gay, dentre outras. Eu já lhe disse que essa esperança é vã e não vai lhe trazer senão angústia e frustração. Se não acredita, esperer para ver. A escolha é sua.

    2º Espero que as pessoas “do outro lado do balcão”, no caso a maioria de vocês, saiba separar as coisas também e não usem isso como reforço para fomentar o proconceito e a homofobia generalizando essa atitude covarde por parte de alguns, como sendo da maioria. Existem negros que envergonham os negros. Existem pessoas pobres que se marginalizam e envergonham pessoas pobres, enfim… que isso se acabe e possamos ser guiados pelo Senhor acima de qualquer coisa.

    Sábias palavras, Rodrigo. Tem meu integral apoio. 🙂

    3º A Igreja as vezes concentra um esforço monumental para se “opor” a certas coisas, é direito e dever dela (não é isso que discuto aqui) mas esquece que entre nós e em suas fileiras, existem muitos que sofrem com tal situação… afirmarei sempre que nós membros e gays (isso incluí aqueles que se negam isso.. e quando digo gay, digo pessoas que sentem atração por pessoas do mesmo sexo, ok?) precisamos de ajuda e mais apoio! Os líderes precisam ser preparados para lidar com nossa situação… Quando veremos esforços monumentais direcionados a isso?

    Novamente, isso depende do quão altas são as suas expectativas. Releia os materiais que citei acima. A ajuda que a Igreja tem para dar é essa. Ou seja, os que sentem atração pelo mesmo sexo precisam empenhar-se em viver o Evangelho e a Lei da Castidade do Senhor, caso em que se qualificam para receber a ajuda pessoal Dele. Se isso não lhe é suficiente, lamento, mas, como eu disse, o problema não está na Igreja nem nos líderes, e sim em você.

    E, novamente, quero repetir um conselho que já lhe dei antes: não espere pelo que não vai acontecer. Só quem sai perdendo é você mesmo.

    Um abraço!

  12. Cesar disse:

    Olá Marcelo, parabéns pela performance lá no superpop.
    Quero lembrar que o Senhor Deus nos Ama de verdade porisso nos enviou as Leis Celestiais.
    Está registrado nas escrituras, é o Evangelho Verdadeiro e Eterno.
    É o Senhor Jesus Cristo, que é O Caminho, A Verdade e A Vida, ninguem vai ao Pai se Não por ele, O Cristo.
    Que todos possamos viver Verdadeiramente Estas leis Celestiais, praticando de todo o Coração Diariamente
    Até o Nosso Último Dia, Sim é a partir de já que podemos desfrutar das Bençãos Celestiais.
    Convidamos a todos a baixarem as cabeças e virem ao Senhor, Ele nos Ama e nos Aguarda.
    Aquele Abraço Marcelo.

  13. Rodrigo disse:

    Sou membro há 16 anos e (infelizmente) gay também… não vou discutir o “homossexualismo” ou a “homossexualidade” aqui, porque hoje percebo que a única pessoa com quem vale a pena falar sobre o assunto é o Pai Celestial, e ponto final. O assunto é idiscutível com quem não passa pelo que passamos, vive o que a gente vive ou está preparado para nos ajudar com algo mais completo do que “resista e se humilhe”. Mas não posso deixar de comentar 3 pontos:
    1º É triste ver homossexuais agindo assim. Eles denigrem nossa classe, que já sofre muito e luta com muito suor pelo simples respeito… atitudes assim nos fazem regredir em minutos o que levamos anos para conquistar, e aqui não digo o direito a casamento, adoção, o que quer que seja, mas ao simples respeito que hoje ainda nos é restrito! Discordo das manifestações afeminadas, “alegres” e desnecessárias, imagine com violência…
    2º Espero que as pessoas “do outro lado do balcão”, no caso a maioria de vocês, saiba separar as coisas também e não usem isso como reforço para fomentar o proconceito e a homofobia generalizando essa atitude covarde por parte de alguns, como sendo da maioria. Existem negros que envergonham os negros. Existem pessoas pobres que se marginalizam e envergonham pessoas pobres, enfim… que isso se acabe e possamos ser guiados pelo Senhor acima de qualquer coisa.
    3º A Igreja as vezes concentra um esforço monumental para se “opor” a certas coisas, é direito e dever dela (não é isso que discuto aqui) mas esquece que entre nós e em suas fileiras, existem muitos que sofrem com tal situação… afirmarei sempre que nós membros e gays (isso incluí aqueles que se negam isso.. e quando digo gay, digo pessoas que sentem atração por pessoas do mesmo sexo, ok?) precisamos de ajuda e mais apoio! Os líderes precisam ser preparados para lidar com nossa situação… Quando veremos esforços monumentais direcionados a isso?

    Obrigado.

  14. Sergio R Sakai disse:

    Quando o time perde, tem torcedor com inumeras reacoes !
    Que bom, prevaleceu a vontade da maioria, tem um dito popular que diz: ” A voz do Povo e a Voz de…” nessa marcha faco coro com o colega Ismael Moura…”Macaranduba neles” kkkkk apesar de nao ser o nosso caminho, tem horas que da vontade, a se da !…mas como afirma nosso amigo Marcelo Todaro, nos continuamos com nossos coracoes aberto a todos os Homens independente de Cor, Raca ou crenca, so nao nos desviamos do caminho da retidao, e relembrando “Nosso Pai Celeste ama o pecador, mas condena o pecado” ..Firmes, sempre firmes prossegui…

  15. Daniel Camargo disse:

    Gostaria de deixar claro que sou completamente contrário a qualquer tipo de atitude baseada no ódio/descaso que possa vir a prejudicar física, social, educacional, profissional ou moralmente uma pessoa que encontre dificuldade em viver os princípios do evangelho. Cristo nos ensina justamente o contrário.

    Acredito, no entanto, que está na hora de nos unirmos para combater esse e outros valores contrários aos princípios cristãos que tão facilmente se abrigam na sociedade.
    Males que se fazem presente justamente porque os que sabem o que deve ser feito preferem cruzar os braços e se acomodar!

    Foi nos dito que nos últimos dias os seguidores de Cristo enfrentariam grandes perseguições (preconceito) e cada vez mais penso que o estopim dessa bomba (mesmo que não intencionalmente) é a parte do movimento gay que vai contra os princípios que aprendemos nas escrituras.

    Já passou da hora de fazermos alguma coisa, mesmo porque, sabemos melhor do que eles o que acontece quando nos afastamos do modelo deixado pelo Salvador.

    Sei que existem líderes protestantes que já estão se mobilizando contra algumas destas questões e, quando atingirmos um bom e evidente nível de representação
    política, poderemos reverter esse processo.

    Hoje (em nome do amor) são os valores homossexuais que atacam o modelo cristão de família (homem, mulher e filhos), amanha serão (e acredito que também em nome do amor) os pedófilos e incestuosos e prefiro não saber o que virá depois de amanhã!

    O alerta de Paulo a Timóteo tem muito sentido em nossos dias e nos levam a refletir (II Timóteo 3:1-7, destaque meu):

    1 Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.

    2 Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos,

    3 Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons,

    4 Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus,

    5 Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.

    6 Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências;

    7 Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade.

  16. Adriana disse:

    “Como os homossexuais EXIGEM ser tratados com respeito mas NÃO RESPEITAM a opinião dos outros?!!! O resultado da votação a favor da proposta foi a VOZ DO POVO e pronto!!! Ninguem é OBRIGADO a apoiar o homossexualismo. Eles querem ser aceitos a força!!! Que papel feio!! Eles deveriam se envergonhar disso!!!”

    Apoiado total,ridiculo o quanto eles n aceitam o voto do povo. se o prosition 8 n tivesse passado,tenho certeza que membros e n membros na igreja SUD e outras denominações n estariam queimando,ou qqq outro tipo de vandalismo com os homosexuais,mas tenho a dizer, isso é total mente a batalha entre oq é bom e oq é ruim.
    tenho amigos gays,mas não apoio nem um pouco o casamento homosexual.
    Beijos.

  17. Flávia Magalhães,
    Não entendi muito bem a sua posição, não foi clara, e notei que você extraiu um trecho no qual eu citei: (…)Você só é enganado quando se deixar enganar”
    Enfim… Não conseguir entender qual a finalidade de tal exposição, ou a quem você se dirigiu especificamente quando disse: (…)Eles podem mudar a lei do Senhor …” E mais adiante complementou: “Que eles possam pensar no que estão fazendo” . Bom… Qualquer leitor pode não entender com eficácia seu posicionamento, por isso, seria viável que você pudesse nos dizer a que se refere o termo “QUEM”, para que assim possamos ter alguma conclusão fiel.
    Abraços Flávia, deixo meu msn para que possamos entrar em contato: anantapsb@hotmail.com

  18. (…)Talvez eu tenha enganado a mim mesmo, mas é essa a razão que pergunto: Será que valeu a pena?
    “Você só é enganado quando se deixar enganar.
    eles podem mudar lei do senhor…
    que realmente eles possam pensar no que estao fazendo…
    e que eles possam tr o desejo de deixar isso para tras….que eles possam conheçer o verdadeiro
    evangelho e desfruta desse maravilhoso evangelho…e sber o quanto é bom …

  19. Fabi disse:

    Isso tudo é tão surreal!!! Um verdadeiro absurdo!!! Por que somente a Igreja de Jesus Cristo está sendo alvo de vandalismo, ódio e desrespeito por parte dos gays?? Que eu saiba outras igrejas Cristãs e a maioria negros apoiaram abertamente a proposta 8! Como os homossexuais EXIGEM ser tratados com respeito mas NÃO RESPEITAM a opinião dos outros?!!! O resultado da votação a favor da proposta foi a VOZ DO POVO e pronto!!! Ninguem é OBRIGADO a apoiar o homossexualismo. Eles querem ser aceitos a força!!! Que papel feio!! Eles deveriam se envergonhar disso!!!
    Para mim o HOMOSSEXUALISMO é anti natural e contra as leis de Deus. Essa é minha opinião e eu tenho o direito de expo-la sem me preocupar com retaliações!!! Só porque não concordamos com algo ou alguém não significa que ODIAMOS quem discorda de nossas crenças. Os gays pregam tanto o amor a liberdade… então eu por ser hetero não posso ter a liberdade de expressar o que acredito? Pq só eles que tem esse direito???
    Eles tem tanto ódio no coração pq eles no fundo sabem que estão errados e que mais cedo ou mais tarde tudo isso acabará e seus pecados serão declarados por cima dos telhados… eles estarão perante o Senhor Jesus Cristo e desejarão que a montanhas caiam sobre eles pois não poderão fitar o rosto do nosso Salvador.
    Eles tem todo o direito de continuar com suas práticas,pois, todos nós possuimos o LIVRE ARBÍTRIO mas NUNCA poderão mudar a LEI DO SENHOR!!!
    Admiro muito vc, Marcelo! Que o Senhor o abençoe e o guarde!!!

  20. Olá Max Seawright,
    Sou assídua do blog do Marcelo e depois de observar seus comentários minuciosamente senti o desejo de perguntar: És membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias? Se for considere, senão me desculpe. Em relação aos erros apontados em seus comentários por parte dos nossos líderes mundiais, pergunto. Tens realmente um testemunho sólido da existência de um Profeta vidente e revelador? Se tens acho equivocada tua argumentação. Para que o Profeta pudesse ter tomado tal atitude, o Senhor com toda a certeza o autorizou, e certamente o fez a maneira Dele. Ninguém sabe do absoluto propósito do Senhor, e não existirá ninguém nessa vida mortal que saiba. Temos uma visão muito limitada e desconhecemos os mistérios de Deus. É muito fácil raciocinarmos com os [D]itames de nossa própria consciência, ela é um Dom do próprio Deus concedido a nós, mas precisamos nos humilhar e reconhecer que não estamos nem próximos de raciocinarmos tal como Ele. Foi o Pai Celeste que chamou Thomas S. Monson, e se não soubesse do potencial divino desse Homem em agir de acordo com a vontade Dele, não arriscaria o Seu plano Eterno para seus filhos. Todos temos o livre arbítrio para escolhermos, desde o democrático até as decisões relativas ao nosso potencial Eterno. Todos que apoiaram a proposta 8 não fizeram isso porque Thomas S. Monson mandou que fizessem, fizeram porque sabiam que era o certo de acordo com os ditames de suas próprias consciências, e acima de tudo porque sabiam que o Senhor estaria ao lado deles nessa decisão.
    Você citou:
    (…)Talvez eu tenha enganado a mim mesmo, mas é essa a razão que pergunto: Será que valeu a pena?
    “Você só é enganado quando se deixar enganar. Da mesma forma que você soube que Joseph Smith foi um profeta de Deus, você poderá saber se realmente foi à vontade de Deus que a igreja agisse de tal forma.”
    Você tem o desejo e a real intenção? Então pronto! Luz do Entendimento!
    Eu não posso fazer com que você raciocine com os [D]itames de minha consciência, mas posso te confirmar de fato que Sei que O Senhor nunca deixou com que o Pofeta saísse de rota, ou seja, que tomasse tal atitude que não fosse da vontade Dele. Sei de fato, disso tudo, porque assim como você também refleti a despeito do assunto, mas foi a confirmação do doce espírito Santo que me trouxe paz e a certeza que o Pres.Monson fez o que é certo.

  21. Todos preocupando-se em discutir os efeitos provenientes da proposta 8, e percebo que esquecemos de nos importar com quem realmente mais sofreu durante todo o ocorrido. Depois de observar atenciosos os vídeos chocantes de irracionalidade, ódio, desumanidade e desrespeito a quebra dos direitos solenes do ser humano, quanto à liberdade de crença, por parte de seres humanos que dizem ser injustiçados por não terem seus direitos absolutamente concedidos, refleti sobre toda a dor que meu Pai celeste estava sentindo ao ver Sua casa terrena sendo profanada, podendo ela ser herdada por cada um deles caso fizessem a vontade do Pai. Meus olhos encheram-se de lágrimas e senti uma tristeza dominar-me por completo. Lembrei dos pioneiros, que tiveram suas famílias destituídas, suas casas queimadas, e seus corpos congelados à medida que percorriam milhares quilômetros em meio ao frio. Apesar de não sermos atacados fisicamente sentimos a dor quando nossos princípios, crença e padrões morais são atacados. Penso que isso é um grão perto de toneladas de areia que ainda adviram sobre nós Santos dos Últimos Dias. É uma tristeza ver até que ponto a consciência humana chegou, é uma infinita tristeza saber que definitivamente muitos perderam o senso do que é o correto, do que é reto, do que é de fato viver a maneira do Senhor.
    Todas essas manifestações alarmantes estão bem longes de um ideal de felicidade, e de luta aos direitos individuais. Como se pode atingir moralmente o direito de alguém para agir de acordo com suas crenças, e querer ao mesmo para si qualquer outro direito? Sem dúvidas não há nada de correto nisso.
    O Pai Celestial ama a cada um de nós independentemente da linha de crença de cada um, mas ele é justo e não deixará que nenhum de seus filhos obstrua sua obra na terra e o destino eterno de quem são seguidores.
    Somos 13 milhões no mundo, uma grande família, com a certeza de que poderemos suportar tudo, pois não há nada que não possamos suportar. Com todas as nossas diferenças, nós SUDs nunca deixaremos de demonstrar amor a cada um de nossos irmãos, nem que para isso tenhamos que fazer pelo lado mais difícil.
    Lembro-me do episódio sagrado, em que nosso Salvador, prestes a deixar a vida mortal, citou: Pai, perdoa-os, eles não sabem o que fazem. Oro com muito fervor para que pessoas, com tais atitudes negativas, sejam brandadas pelo puro amor de Cristo do qual desconhecem, e que o Senhor as perdoe porque certamente elas não sabem o que fazem.
    Sem mais.
    Abraço a todos.
    Marcelo Todaro um abraço especial!

    • Alexandre Ramos disse:

      Ananta Pâmela, Foi ótimo ler suas palavras… Expressou os sentimentos de muitos Santos dos Ùltimos dias em todo o mundo. Quanto ao Marcelo Todaro maravilhoso em sua bandeira contra o que é desagradável ou melhor triste aos olhos de nosso Amoroso Pai Celeste. Quanto ao nosso amigo Max Seawrigth tenho uma outra ótica aos assuntos quanto aos líderes da igreja, fazendo assim as palavras do irmão Marcelo Todaro minhas…Mas gostaria de que refeltisse esse acontecimento: -No dia 30/12/2009 eu estava voltando da casa do meu irmão após um passeio com minha querida esposa e meu filho de apenas 4 anos de idade, por algum tempo viajamos tranquilos e confortáveis no banco do trem… Mas para nossa surpresa, sentou no banco em frente ao nosso duas belas moças, que queriam mostrar para todo o vagão do trem que elas tinham um relacionamento beijando e trocando caricias! Agora meu amigo Max se é que tenho essa liberdade de te chamar assim como explicar a uma criança de 4 anos essa situação? È claro que temos que preparar nossos filhos para esse tipo de cituação, e que também existe outras pessoas que pensam diferente ao que elas aprendem em nossas reuniões familiares e primárias sud a respeito de familia,mas agora vem minha outra pergunta: – Se levantarmos nossas vozes pacificamente, apoiando ou até mesmo financiando causas justas como a fome no mundo, desemprego, pedofilia, racismo, aborto e no caso discutido o relacinamento gay não teremos assim poucas cituações constrangedoras para explicar ao nossos filhos? Bom termino minha opinião fortalecendo toda e qualquer manifestação justa, dentro dos parametros da lei, não ostilizando á ninguém somente manifestar o desejo que espero do mundo a qual faço parte e preciso ensinar e educar meu filho.

      • Alexandre Ramos disse:

        retificando comentario a cima:Se levantarmos nossas vozes pacificamente, apoiando ou até mesmo financiando causas justas como o COMBATE a fome no mundo, desemprego, pedofilia, racismo, aborto e no caso discutido o relacinamento gay não teremos assim poucas cituações constrangedoras para explicar ao nossos filhos? Bom termino minha opinião fortalecendo toda e qualquer manifestação justa, dentro dos parametros da lei, não ostilizando á ninguém somente manifestar o desejo que espero do mundo a qual faço parte e preciso ensinar e educar meu filho.

  22. Marcelo Todaro disse:

    Bom, Max, tenho uma visão diametralmente oposta sobre o que você acha que foram erros nos exemplos citados.

    Mas não vou discuti-los aqui, até porque isso se desviaria muito do assunto do artigo que estamos comentando. O fato é que um dia veremos quem tem razão. E, pessoalmente, aguardo ansioso por esse dia.

    Um abraço!

  23. Max Seawright disse:

    Concordo que o ódio não tem, e nunca terá, justificação nenhuma, só que acho justo a igreja ser alvo de protestos e desobediência civil devido à porcentagem do financiamento da campanha pelos seus membros.

    Cremos que a Igreja é dirigida por revelação direta de Deus. Nenhuma decisão dessa envergadura, passada ou presente, é tomada sem a anuência Dele. A Igreja é Dele, não do Pres. Monson. É mais fácil o Sol cair do céu do que Ele errar em uma decisão dessas.

    Sei que a igreja nunca se arrependeu oficialmente de decisão alguma, mas acredito que vários líderes, inclusive autoridades gerais, depois do ato já se sentiram que erraram em alguma decisão. Não duvido que estes homens se esforcem ao máximo com tais decisões importantíssimas e que as suas mãos estejam limpas conforme tal esforço. Mas sim acredito que a liderança da igreja já errou e, de vez em quando, continua errando.

    Errou Brigham Young quando pregou do púlpito a doutrina Adão-Deus.

    Errou a primeira presidência com a declaração de 17 de agosto 1949:

    “The attitude of the Church with reference to Negroes remains as it has always stood. It is not a matter of the declaration of a policy but of direct commandment from the Lord, on which is founded the doctrine of the Church from the days of its organization, to the effect that Negroes may become members of the Church but that they are not entitled to the priesthood at the present time…”

    Até possível que Joseph Smith errou na sua interpretação de poligamia.

    E é provável que os líderes errem no futuro. Cabe a mim, e a cada membro, decifrar a verdade pelo poder do Espírito Santo e ter a coragem de “adorar a Deus Todo-Poderoso de acordo com os ditames d[a] própria consciência” mesmo que seja “en contrapunteo” com os líderes.

    Não apoiei a Prop 8 e isso já fez com que me viessem conversas sobre o evangelho que de outro modo não teriam passadas. Acho que é essa a posição que vai me ajudar a cumprir as três missões da igreja e ser um bom exemplo aos outros, uma luz ao mundo. Talvez eu tenha enganado a mim mesmo, mas é essa a razão que pergunto será que valeu a pena?

    Outro abraço!

  24. Marcelo Todaro disse:

    Olá, Max.

    Pergunta insincera. Sobretudo foram membros da igreja SUD que participaram mais ativamente com apoio à Proposition 8, as doações destes serão entre 70 e 80% de todo o dinheiro recebido pela campanha “Protect Marriage”.

    Sim, mas e daí? Os votos dos membros da Igreja não devem ter representado nem 10% do total. Por que os gays não estão indo atrás dos outros 90% também?

    O que eles estão fazendo não tem lógica ou racionalidade alguma. Aliás, o ódio em si é algo irracional. Sei bem que os vândalos entre eles são uma minoria entre a minoria e sei de gays que estão envergonhados com o que seus pares estão fazendo. Como escrevi em meu artigo, o campo de batalha deve ser os poderes legislativo e judiciário e a guerra deve ser de idéias, não de pedras. Simplesmente não há justificativa para essa reação extremada e irracional.

    Acho possível as autoridades gerais, daqui há dez anos, lembrar a Proposition 8 como equívoco que atrapalhou as três missões da igreja. Será que valeu a pena?

    Esqueça, Max. A Igreja nunca se arrependeu de decisão alguma tomada em sua história. Essa não será a primeira vez.

    Cremos que a Igreja é dirigida por revelação direta de Deus. Nenhuma decisão dessa envergadura, passada ou presente, é tomada sem a anuência Dele. A Igreja é Dele, não do Pres. Monson. É mais fácil o Sol cair do céu do que Ele errar em uma decisão dessas.

    Um abraço!

  25. Max Seawright disse:

    por que só nós é que estamos sendo alvo do ódio gay?

    Pergunta insincera. Sobretudo foram membros da igreja SUD que participaram mais ativamente com apoio à Proposition 8, as doações destes serão entre 70 e 80% de todo o dinheiro recebido pela campanha “Protect Marriage”.

    Acho possível as autoridades gerais, daqui há dez anos, lembrar a Proposition 8 como equívoco que atrapalhou as três missões da igreja. Será que valeu a pena?

  26. Ismael Moura disse:

    Ditadura gay!

    Eu venho alertando a respeito dela a algum tempo, mas a maioria das pessoas me levaram na brincadeira…
    Na minha cidade por exemplo, fizeram uma “parada” e tivemos que presenciar homens e mulheres se agarrando semi -nus.
    Obsurdo!
    Todaro, eu o apoio nessa batalha! A intolerância chegou ao extremo! A igreja SUD bem como qualquer outra igreja cristã tem o direito de dizer NÃO ao casamento gay, e seus membros tem o direito de financiar aquilo que acreditam!
    Eu como cristão só tenho algo a dizer: Estou pronto a deixar a biblia de lado e partir para o confronto, caso eles queiram engrossar as coisas! Me respeitem para poder serem respeitados!
    Abraço Todaro.

  27. Ódio em nome do Amor…?

    http://www.realclearpolitics.com/articles/2008/10/opposition_to_california_propo.html

    Este excelente artigo do Real Clear Politics mostra muito bem como a esquerda liberal sutilmente faz sua sua propaganda, aliás cada vez mais eu acho os liberais o povo mais paradoxal do planeta, vejam:

    1) Dizem que quem apóia a proposição 8 está promovendo o ódio e a homofobia, todavia quem mais destila seu ódio na Internet e em piquetes são exatamente aqueles que estão contra a proposição…

    2) Acusam a direita conservadora de procurar impor seus valores e morais na sociedade só que agora são eles que estão querendo impor seus valores e morais na sociedade, mesmo que a lei e a maioria seja contra…

    3) São contra a pena de morte de assassinos confessos e seriais declarada e notoriamente culpados, porém não vêm problema algum em condenar fetos de bebês inocentes à morte pelo aborto…

    Vá entender este povo…

  28. ISRAELE disse:

    Liberdade para adorar seu Deus, democracia e blá, blá, blá….Será que isso realmente existe????Que século vc´s estão???? idade da pedra?
    Nos os SUD´s não perseguimos ninguem por suas crenças, ao contrario pregamos a liberdade (em todos os aspectos), pois o que aprendemos são os principios corretos…cabe a vc seguir. Nada é forçado…
    Deus criou o mundo e as demais coisas que nele existe cada uma com seu proposito. Homem e mulher, por mais semelhantes q sejam são diferentes…e cada um tem seu proposito distinto. Agora me diga!!!!! vou ter que dar aula de Ciencias/Biologia etc ??!!!!! Acho que não né? cada um tem um dom divino … é tão dificil de entender???!!!!
    As pessoas devem achar outras formas mais coerentes de chamar a atenção dos outros… não precisam se denegrir para serem vistas pela sociedade. Ser sociavel e respeitar ao proximo são fatores primordiais de boa vizinhança. Mesmo com crenças diferentes…somos todos iguais….Se cada um fizer sua parte o mundo será muito melhor……
    E pra vc que não tem conclusões sobre os SUD….procure, ligue … pesquise em fontes seguras (vá em um igreja…não será barrado!!!) o que realmente aprendemos em nossa religião…e vc verá que está muito longe do que os leigos alegam….

  29. Diego disse:

    Nós membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, não odiamos os gays, e nem qualquer pessoa ou grupo. Deus ama todos os seus filhos, e procuramos seguir isso.
    Precisamos defender nossas crenças, e foi o que fizemos e vamos fazer sempre em qualquer lugar do mundo onde acontecer algo parecido com o que aconteceu na Califórnia. Nunca vamos negar nossas crenças, mesmo se precisarmos sofrer perseguições por isso. É engraçado como todos querem “direitos iguais”, mas nós não temos direito de demonstrar nossa opinião? E por acaso eles tem o direito de fazerem vandalismos covardes e ficarem impunes?
    Fatos como esse deixam cada vez mais claro a proximidade da Segunda Vinda de Cristo, aí quando formos levados à Sua presença para sermos julgados saberemos quem estava certo…

  30. Marcelo Todaro disse:

    Olá, Fernando.

    Leia meu artigo Por que sou contra o casamento gay para entender o que há de errado nesse tipo de união.

    Um abraço!

  31. Fernando disse:

    Não vejo nada contra o casamento gay. Ainda acho que tem algo errado com o referendo. O povo na California trata gays como pessoas normais.

  32. Marcelo Todaro disse:

    Anônimo (na verdade, Ana Paula),

    Isto também é interessante: http://marcelotodaro.info/?p=160

    Larissa,

    Seu argumento não faz sentido e você sabe disso. A maioria das religiões também não aceita o casamento gay (portanto eles também seriam vítimas do “ódio” do “deus” delas, segundo sua lógica), várias outras incentivaram seus membros a apoiar a Proposição 8 (católicos inclusive) e nem por isso foram alvo do rancor gay como a Igreja SUD foi.

    Além do mais, a opinião que realmente deveria contar para todos é a de Deus. Será que Ele está de acordo com a sua? E com a minha? Como saber? Dou uma pista sobre isso em meu artigo Fé para obter de Deus uma resposta.

  33. Larissa Garcia disse:

    De graça é que eles não fariam isso. Estão apenas retribuindo o ódio com que são tratados pelo “deus” mórmon.

 

REGRAS PARA COMENTAR NOS ARTIGOS:

  1. Não use agressividade, provocações, insultos, ironias, deboches, maledicências, palavrões e coisas desse tipo, ou seu comentário será sumariamente apagado. Aceito críticas, sim, o que não aceito é falta de educação e de respeito.
  2. Não use e-mail falso ou seu comentário poderá ser apagado.

Deixe seu comentário - mas observe as regras acima!