Minha participação no Superpop de Luciana Gimenez

Veja os vídeos do programa no fim do artigo

Era 7:20 h da noite de 4 de abril de 2008, sexta-feira. Eu estava ocupado com um de meus muitos afazeres no computador quando recebi por e-mail o aviso de que um novo comentário havia sido deixado em meu antigo artigo “Diga NÃO ao casamento gay” (posteriormente substituído pelo “Por que sou contra o casamento gay“). O comentário dizia:

Olá, Marcelo. Por favor, entre em contato comigo.

Sobre o remetente, eu só sabia que se chamava Ana Paula. Respondi para o e-mail fornecido dizendo “Eis-me aqui. :-)”.

Dois dias depois, a surpresa:

Sou do programa Superpop, da Luciana Gimenez. Nesta quinta-feira
(próxima) vamos fazer um programa debate sobre o casamento gay. Poderia
participar? Precisamos de alguém com opinião a respeito... O que acha?
Se puder, me passa seu contato para poder te explicar melhor a pauta.

Respondi confessando-me lisonjeado pelo convite, mas esclarecendo que eu não estava em São Paulo, e sim a milhares de quilômetros de distância, e não acreditava que a produção do programa me mandaria passagens de ida e volta.

E não é que mandou? 🙂

Claro que houve uma boa quantidade de negociação antes de meu embarque. Primeiro, Ana Paula pediu para ver fotos minhas. Depois, foram vários telefonemas de lado a lado e até uma espécie de entrevista, na qual queria que eu lhe explicasse “ao vivo” o porquê de minha posição contrária ao casamento gay. Mesmo não sabendo o que mais eu poderia acrescentar além do que escrevi em meu artigo, ela queria ouvir a explanação de minha própria boca. Depois, disse ter achado importante ouvir de mim coisas como “eu acho”, “eu creio”, “para mim” — indicando que eu estava expressando opiniões pessoais e não fazendo uma pregação religiosa, na qual realmente não estavam interessados. É exatamente o que faço no artigo e foi o que chamou a atenção deles desde o início.

Ana Paula explicou também que a produção queria realizar um debate de alto nível e garantiu-me que não haveria qualquer “barraco” no programa. Respondi que eu seria o primeiro a não ir caso houvesse esse risco. Ela achou o nível de minha conversa equiparável ao pretendido para o debate, que seria levantado em função da transmissão ao vivo de uma cerimônia matrimonial gay. Era intenção da produção fazer-me estar acompanhado de outros opositores do casamento gay, que também foram convidados.

Finalizando, ela disse que levaria suas impressões a meu respeito para a direção do programa e perguntou-me se, na hipótese de o envio das passagens ser aprovado, eu realmente iria.

Até chegar a esse ponto, eu já tinha refletido bastante sobre a possibilidade de aceitar o convite. Achei que seria uma oportunidade de ouro de prestar meu testemunho pessoal do evangelho de Jesus Cristo e de dizer às pessoas que creio existir um modelo de vida melhor que qualquer coisa oferecida pelo mundo. Eu já tinha feito várias consultas a nosso Pai Celestial em busca de Sua opinião. Tinha até conversado com meus líderes do sacerdócio e com o diretor regional de assuntos públicos da Igreja e de nenhum deles ouvi algo como “não vá”. Posso afirmar, com toda segurança, que me senti em paz em todas as minhas ponderações e orações sobre essa possibilidade. Por essa razão, dei à Ana Paula um sim como resposta.

Enquanto isso, comecei a comentar esses fatos com minha família. Tanto minha mulher quanto minha mãe mostraram-se receosas quanto a possíveis reações adversas vindas da comunidade gay. Nunca tive esse medo, pois sempre tratei o assunto com o respeito que os gays merecem e não via porquê desta vez deveria ser diferente. Mas isso não as tranquilizou. Temiam que o barraco que me foi garantido que não aconteceria durante o programa acontecesse depois. Temiam até por minha integridade física. Mas nenhuma delas manifestou franca oposição a meu comparecimento ao programa.

Elas não eram as únicas com tais receios. Em uma comunidade do Orkut para membros da Igreja da qual eu fazia parte, várias pessoas tentaram me desencorajar. E também não faltaram críticas e deboches vindos de opositores da Igreja. Uma ateia disse: “Todo circo precisa de um palhaço. Honestamente, acho que o Marcelo foi chamado lá pra fazer esse papel. Ele var ser zoado”. Uma outra pessoa disse: “Vou rachar o bico de tanto rir do quanto ele vai se dar mal”. Parecia consenso entre todos que eu estava para ser massacrado e exposto ao ridículo.

Como foi bom provar que estavam todos errados! 😉

Dois dias antes da viagem, Ana Paula ligou novamente dizendo que o diretor havia autorizado o envio das passagens. Reafirmei meu compromisso em comparecer ao programa. Eu realmente estava tranquilo e sentia que não havia nada a temer.

Na noite anterior à viagem recebi o localizador das passagens, fiz o checkin no site da companhia aérea e imprimi os cartões de embarque.

Satisfeito, procurei as duas mulheres de minha vida para contar que já estava com os cartões de embarque em mãos. Parece que foi só então que a ficha caiu na cabeça delas. “Ele vai mesmo!”, devem ter pensado. E o que antes era uma mera recomendação para que desistisse da ideia passou a assumir contornos de drama familiar. Insistiam que eu seria ridicularizado, humilhado, escarnecido e que isso poderia ir além de meros ataques verbais. Estavam levando isso a sério e, diante do que lhes pareceu desprezo meu por sua preocupação, sentiram-se ofendidas.

A coisa só piorou na manhã da viagem. Ouvi delas coisas que me deixaram muito triste, todas baseadas na certeza do cumprimento de suas profecias apocalípticas. O mal-estar entre nós foi tamanho que, mesmo já estando com os cartões de embarque em mãos, hotel reservado e com a produção do programa à minha espera, cheguei a considerar a possibilidade de desistir da viagem em prol da paz e da harmonia familiar. Eu detestaria sair em meio àquele mal-estar.

“Estou com um problema”, disse eu a Ana Paula por telefone poucas horas antes do embarque. Relatei-lhe todo o ocorrido e perguntei que grande prejuízo haveria se eu não fosse ao programa. Nervosa, respondeu que poderia até perder o emprego se isso acontecesse, pois ela foi a porta-voz de minha palavra e seu diretor confiou nisso. Realmente, seria terrível quebrar minha promessa, obrigando alguém a encarar o risco de ir para o olho da rua por isso. Por outro lado, estava sendo terrível viver aquele drama dentro de casa.

Mas que sinuca!

Embora eu continuasse em paz com a ideia de participar do programa, não tive alternativa senão fazer o que sei que tenho o direito de fazer nesses momentos: pedir socorro a nosso sábio e onisciente Pai Celestial. Como é bom poder contar com a ajuda de um Pai que tudo sabe e tudo pode!

De joelhos, aos pés de minha cama, escancarei-Lhe meu coração e minha angústia. Disse-Lhe que, apesar de tudo, eu ainda queria muito ir, pois acreditava que aquela poderia ser uma oportunidade ímpar de lembrar a uma parte do mundo que a vida não se resume a seguir modismos inconsequentes. Mesmo assim, eu estava disposto a abrir mão dessa oportunidade se Ele julgasse a viagem inoportuna devido ao problema em casa.

Foi então que, mais uma vez, vi cumprir-se a promessa feita pelo Senhor em D&C 9:8:

Mas eis que eu te digo que deves [estudar o assunto] bem em tua mente; depois me deves perguntar se está certo e, se estiver certo, farei arder dentro de ti o teu peito; portanto sentirás que está certo.

Isso explica porquê criei coragem para enfrentar o ranger de dentes familiar e honrar o compromisso assumido com a Rede TV. Já que, para isso, eu estava criando um problema em casa, minha única saída seria fazer todo possível para que tudo aquilo valesse a pena.

O resultado foi visto ao vivo por milhões de pessoas, inclusive pelas que me aconselharam a desistir e pelas que debocharam de mim. Nenhum dos temores e das profecias apocalípticas se cumpriu. O programa transcorreu na mais perfeita e absoluta tranquilidade e com um incomum nível de civilidade, conforme a própria Luciana reconheceu no ar três vezes (veja no vídeo).

Para mim, não foi nenhuma surpresa. Primeiro, porque era o que eu sentia. Segundo, porque não fui ao programa munido da intenção de condenar, criticar, desafiar, provocar e criar antagonismos. Ao invés, entrei no estúdio após ter me trancado no banheiro e feito uma última prece humilde ao Senhor pedindo-Lhe serenidade e inspiração, razão pela qual minha disposição era a de construir sobre bases comuns e oferecer um convite à reflexão sobre a possibilidade de haver um modelo de matrimônio melhor, que é o oferecido pelo Senhor e que explico no artigo “Por que sou contra o casamento gay“.

Como diz o velho ditado, “quando um não quer, dois não brigam”.

Quando cheguei ao hotel, já de madrugada, senti-me inundado por uma profunda sensação de alegria e satisfação espiritual pelo cumprimento do propósito de fazer com que alguns pelo menos ficassem com uma pulga atrás da orelha. Já mais calma e aliviada, minha mulher ligou para contar que (ao contrário do que havia dito) assistiu o programa e gostou de ver que não aconteceu nada do que temia. Fui dormir naquela noite sentindo-me muito satisfeito.

O resultado foi tão positivo que, na tarde seguinte, Ana Paula me ligou novamente agradecendo muito minha ida ao programa e dizendo que outras oportunidades poderão surgir. Choveram e-mails e telefonemas de congratulações e agradecimentos, inclusive de gente que nem conheço. É claro que houve críticas também, pois é impossível agradar a gregos e troianos — mas, felizmente, a quantidade de críticas não foi sequer próxima de ser considerada significativa e em sua maioria veio de opositores da Igreja.

Minha única ressalva a respeito do programa fica por conta da repetição da pergunta “você aprova o casamento gay?” feita por Luciana aos vários entrevistados participantes da festa do casal gay. Ora, se estavam lá para prestigiar o evento, que se poderia esperar que respondessem? 😉

 

Curiosidades de bastidores

 

  • Antes de começar o programa, fiquei em uma sala esperando alguém da produção vir conversar comigo. O programa que estava no ar naquele momento era o TV Fama, apresentado pela ex-atriz global Adriana Lessa (foto), pela ex-BBB Íris Stefanelli e por Nelson Rubens. Por ser quinta-feira, às 20:30 h começou o horário político, então os apresentadores tiveram 10 minutos de intervalo. Adriana Lessa passou em frente à sala onde eu estava. Eu quis vê-la de perto quando voltasse, então fiquei à porta. Quando isso aconteceu, pude confirmar algo de que eu desconfiava sempre que a via na tela: ela é muito bonita! E é também mais alta do que parece: de salto, ficou quase da minha altura — e tenho 1,88 m. Como não sou tiete, não a parei para pedir autógrafo ou para tirar foto com ela. Eu simplesmente queria vê-la de perto. Dei-me por satisfeito.
  • Vi Íris Stefanelli também, que foi tomar água no bebedor em frente à sala. Entre as duas, gostei mais de Adriana.
  • Não vi Nelson Rubens. Acho que não perdi nada. 🙂
  • Depois do programa, Luciana me perguntou: “O que os mórmons fazem de diferente?” Respondi que eu teria muito mais para contar do que seria possível fazer em cinco minutos (ela estava se preparando para gravar), mas que, se tivesse interesse, poderia começar sua pesquisa solicitando o vídeo do cartão de amizade que saquei do bolso da camisa — o mesmo que distribuí para vários membros da equipe de produção. Lamentei-me por não ter saído de casa com um bolo maior de cartões, eu queria tê-los distribuído a mais gente.
  • Aliás, com aquele tamanho todo, me pergunto por quê Luciana quer usar salto alto. Ficou mais alta que eu! Deve ser para meter medo em alguém… 😉
  • O maquiador me enganou. Aplicou um laquê em meu cabelo garantindo que não ficaria duro. Quando saí do programa, parecia que eu estava usando uma peruca de concreto!
  • O estúdio do Superpop é pequeno, mas bem montado. Gostei da produção e da organização do programa — vê-se que não é coisa de amadores. Mas, também, esta é a opinião de um leigo e não sei se quem é da área pensaria o mesmo.
  • A Rede TV não tem instalações nababescas e observa-se um tanto de improviso em várias partes. Mas os profissionais são dedicados e conseguem realizar um bom trabalho.
  • A gerente de produção me contou que muitos são os contrários ao casamento gay (inclusive dentre os próprios gays!!!) e que vários representantes dessa corrente foram convidados a participar do programa junto comigo para expôr suas idéias. Mas fui o ÚNICO que teve a coragem de mostrar a cara (as possíveis razões para isso também estão explicadas no artigo “Por que sou contra o casamento gay“). Ela me parabenizou pela coragem — que não é o adjetivo que explica melhor minha atitude: como contei mais acima, eu estava me sentindo em paz. Essa paz é fruto da segurança advinda da vivência do evangelho. Como o próprio Senhor disse: “se estiverdes preparados, não temereis” (D&C 38:30).
  • Beto Sato — conhecido ativista LGBT que participou do programa junto comigo — e um amigo dele me acompanharam no carro da emissora que me levou ao hotel após o programa. No caminho, Beto fez-me diversas perguntas interessantes sobre a Igreja e o evangelho. A que me chamou mais a atenção foi feita depois que expliquei que, quando Jesus Cristo voltar, toda iniquidade será varrida da Terra e o mundo voltará a ser como era no Jardim do Éden em termos de pureza e retidão. Então ele perguntou: “Se eu, sendo gay, estiver vivendo uma vida honrada e honesta, que acontecerá comigo?” Dei-lhe a única resposta possível: “Não sei. Essa é uma decisão que caberá ao Senhor. Não posso julgar por Ele”. Beto e o amigo também ficaram com um cartão de amizade que lhes dei. A motorista que nos conduzia fez questão de ficar com um também.
  • Ainda sobre Beto, acho importante dizer que, nos momentos em que tive oportunidade de estar com ele e conversar, senti haver um espírito nobre dentro dele. É bem humorado, agradável, afável e articulado. Despedi-me dele com um abraço fraternal, desejando ter um dia a chance de continuar a conversa. Espero sinceramente que peça o vídeo do cartão que lhe dei.

Para encerrar, quero deixar registrado meu agradecimento à Ana Paula, à gerente de produção Cláudia e à assistente Priscila (com seu interessantíssimo celular-walkie-talkie preto permanentemente pregado ao ouvido), que foram meus anjos da guarda durante minha permanência nas dependências da emissora. Priscila, aquele lanche que você me serviu estava ótimo! 🙂

Veja abaixo os trechos mais relevantes de minha participação no programa.

Parte 1:

 

Parte 2:

 

Parte 3:

 

(Visited 769 times, 1 visits today)

Artigos relacionados:

Publicado em Diário pessoal com a(s) tag(s) , , , , , , , , . Adicione o link permanente deste artigo a seus favoritos.

63 comentários em Minha participação no Superpop de Luciana Gimenez

  1. Gilsa Araújo disse:

    Parabéns a você, Marcelo , por ter recebido o convite e fazer a Coisa Certa,falar da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e dar seu testemunho . Luciana,gosta muito de confundir a pessoa,mas , você foi firme. Marcelo, tenho certeza que o Espirito estava presente. Porque a Luciana coloca outras pessoas para fazerem um debate, mas ela ( pelo que assisti há pouco) ela estava tranquila. Ele estava sim!
    Meus Parabéns!
    Um abraço!

  2. Caroline de Paiva Pinheiro disse:

    Oi, Irmão Marcelo Todaro! Meu nome é Carol e é um prazer escrever pra vc, na verdade gostaria de contar pra você que admiro muito sua coragem! Na noite do seu debate no Superpop eu estava assistindo TV e passando os canais, parei pra ver você falando e logo percebi que era um membro da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pela maneira de ensinar e doutrinas. Eu e meu marido ficamos grudados assistindo o debate e a cada resposta sua eu comemorava. Posso confessar que fiquei muito emocionada com sua coragem de prestar testemunho! Hoje encontrei seu blog e procurei o vídeo para assistir novamente. Parabéns! Você foi como Davi na cova dos leões! O teor das perguntas é mesmo pra tentar confundir a pessoa, como os fariseus faziam com Cristo. Você falou tudo o que deveria! Infelizmente eles não puderam compreender a linguagem do Espírito!

  3. geisa da silva disse:

    eu nao aceitaria, é uma vergonha para a humanidade

  4. Auricelia disse:

    Parabens por sua fé e grande exemplo de coragem: publiquei no meu blog sobre ti.

    Porque sou contra o casamento gay, me surpreendi com esta entrevista e sei que por mais que queiramos ser sinceros e explicar o que é eternidade e princípios se não estiverem os ouvintes de corações abertos nada adianta, mas tenho certeza que se não somos compreendidos por uns com certeza seremos compreendidos por outros.

  5. Pingback: Por que sou contra o casamento gay – por Marcelo Todaro

  6. Camila de Mendonça disse:

    Olá Marcelo, recebi seu e-mail de uma amiga, conheci seu blog e vi sua entrevista no programa da Luciana Gimenez, também sou SUD, não te conheço, mas só gostaria de dizer parabéns pela sua coragem, pelo andamento da entrevista. Percebi q infelizmente vc não foi bem compreendido, as pessoas preferem acreditar no que elas gostam do q tentar ser melhor para fazer o que Cristo gosta. Realmente, vc teve muita coragem para falar dos nossos princípios. Parabéns mesmo.

  7. Olá Irmão Marcelo.
    Seu blog realmente é cheio de conteúdo.Amei saber sobre o aborto e quão claras são suas ideias e saber que a base delas é nossa religião.
    Eu fiquei curiosa para assistir o programa Super Pop, (apesar de não ser fã da apresentadora nem apoiar suas ideias tolas).
    Gostei muito da forma com que defendeu nossa opiniao acerca de casamento gay, e realçar o que realmente significa preconceito,as pessoas são ignorantes quanto a isso.
    Mas, confesso que fiquei apreensiva, quando se tem um debate como esse no mundo o obvio é que a pessoa que defende os princípios certos seja nocauteada com frases e perguntas de todos os tipos,é preciso um testemunho muito forte e convenhamos coragem também para ir num programa assim.
    Os gays se tornam vitimas de qualquer forma nao importa o quanto expliquemos a verdade.
    E a falta de conhecimento é o principal impecilio para que nossas idéias sejam aceitas.
    Tenho certeza que muitas pessoas assistiram e que caso procurem esse conhecimento para entender nossa estadia aqui na terra fará diferença
    Eu e meu namorado temos um amigo Gay, ele respeita nossas escolhas assim como nos o respeitamos ( mas não apoiamos ou aceitamos) Não vamos priva-lo ou nos privar de amizade por conta disso ( eis o verdadeiro preconceito)
    Num mundo tão cheio de coisas fica dificil ter orgulho de viver nele.

    Mas sei sim, sem sombra de duvidas que os principios que nos seguimos são corretos
    e admiro sua coragem em defende-las tao abertamente .
    Um abraço forte

    Thais

  8. alexsandro alvws de campos disse:

    o portador do sacerdoçio digno,ele vai estar sempre preparado pra todas as diversidades,o que o irmão marcelo mostrou ali foi que quando se tem o espirito conosco,temos o senhor do nosso lado,somos felizes por ter en nossas mãos o unico evanjelho verdadeiro da face da terra,seremos todos julgados pelas nossas obras aqui na terra.
    o senhor e um senhor de misericordia,de amor,mas não é conivente com as coisas erradas, dara a cada um o reino que ele merece pelas suas obras e feitos,ninguem vai ao pai sem passar pelo filho,nenhuma coisa impura abitarar no reino do céu,é o desejo do senhor e ele compri com sua promessa. sou muito grato por ser um elder de deus sei que meu casamento é eterno e não passageiro e que o senhor ten um propósito na minha vida e na vida de todos que creen nele,que ten o verdadeiro evangelho no coração que leva a palavra pra quen quer ouvir, e essa palavra vai ser eterna.

  9. Marlúcia Costa disse:

    Caro irmão Todaro,

    Estava ontem eu aproveitando um pouco desta ferramenta maravilhosa que é a internet quando senti o desejo de procurar por musicas SUD através do Google, acessei varias opções, mas minha atenção foi especialmente para a frase MUSICAS SUD MP3, ao acessar li seu texto a respeito do arranjo feito por voce no hino “O Senhor Meu Pastor É”, ouvi também o arranjo de “Sou um Filho de Deus”, sinceramente por não ter tanta inclinação musical não tenho palavras para expressar a respeito do que ouvi, tão pouco o que senti, mas acredito que posso resumir em uma unica palavra: MA-RA-VI-LHO-SO!!! Após ouvir seu trabalho musical resolvi explorar um pouco o seu DIARIO, procurei ver quem é voce e por isso acessei as opções QUEM SOU EU e MINHA MISSÃO DE TEMPO INTEGRAL, após isso resolvi ler seus artigos, de inicio, sem ler sua opinião sobre o casamento gay, fiz a leitura do texto em que voce conta como foi convidado para estar no Super Pop,em seguida assisti aos 3 videos que voce postou.

    Sou membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias há quase 16 anos juntamente com meu esposo e filhos, como familia temos um testemunho dos principios e doutrinas ensinados pelo evangelho de Jesus Cristo. Quero te dizer do meu privilegio e gratidão ao Senhor por ter encontrado seu blog e por ter assistido os 3 videos postados, pude sentir um doce espirito, muita paz, tranquilidade tanto na sua voz quanto na sua aparencia e nas sabias respostas dadas para cada pergunta feita; pude perceber o sacerdócio em ação!! No terceiro video a apresentadora falou a respeito da civilidade que se encontrava no programa naquela noite, nós que conhecemos a verdade sabemos que se tratava da presença do Espirito do Senhor, da confirmação que ali naquele palco não se tratava apenas de um homem, mas sim um digno portador do sacerdócio.

    Certa vez ouvi alguem dizer que se quisermos saber se um rapaz honrou a sua missão devemos esperar 10 anos para sabermos, se após esses anos estiver casado, conduzindo sua familia e fiel ao evangelho, então podemos dizer que foi uma ótima missão.

    Ao ve-lo erguer a gravura do Salvador para dar a sua primeira resposta, o fez como um verdadeiro missionário do Senhor, pude sentir isso, parecia que dava uma palestra a um pesquisador e certamente o Espirito Santo era teu companheiro naquele momento. A apresentadora mesmo sem saber sentiu o poder e autoridade do Senhor, pois o comportamento dela é sempre altivo, arrogante e agitador quando se trata de assuntos polemicos, mas ela se manteve calma e tranquila, era perceptivel que ela tinha um certo cuidado e respeito ao lançar as perguntas, chegou até a reconhecer o Espirito (à maneira dela, mas reconheceu). Sou grata por ter encontrado seu blog, talvez não teria tido a mesma visão e sentimentos no dia do debate, voce continua sendo um excelente missionário! Que o Senhor te conserve sempre assim e que sempre esteja disposto a compartilhar teu testemunho, conhecimentos e talentos para abençoar a obra do Senhor e a vida de muitas pessoas, voce lançou muitas sementes neste dia e foram boas sementes. As que brotarem em terras ferteis certamente darão grandes frutos, obrigada irmão!!

    Vou ler todo o seu diario, mas antes disso vou encaminhar para todos os meus contatos para que possam ter o mesmo privilegio que estou tendo.

    Um abraço!

    • Muriel disse:

      Irmã Marlucia que comentário bem colocado, achei sua sensibilidade sobre que a Luciana reconheceu a presença do Espírito da maneira dela incrível.

      Só discordo com o que você ouviu falar: “Certa vez ouvi alguem dizer que se quisermos saber se um rapaz honrou a sua missão devemos esperar 10 anos para sabermos, se após esses anos estiver casado, conduzindo sua familia e fiel ao evangelho, então podemos dizer que foi uma ótima missão.”

      Tenho amigos que serviram missão a alguns anos, mais de dez e por algum motivo não se casaram, são ótimos membros da igreja, fiel, assíduo, honram seu sacerdócio, não sei como foi a missão deles, mas hoje são grandes homens.

      Como ao contrário, muitos missionários retornados casados, também não sei como foi a missão deles, mas infelizmente após alguns anos se deixaram enganar e não vivem princípios importantes para a salvação.

      Algo que sempre ouço na igreja e me assusta é limitar as pessoas somente por sua missão ou uma moça por ter ganho o seu medalhão.

      O progresso vai além dessa terra e se por algum momento não fizemos algo bom, não quer dizer que mais tarde ainda temos que estar errando, seria dar uma sentença de fracasso para alguém, o progresso é eterno, e não importa o que você fez, Jesus Cristo tornou possível mudar, até uma missão, ou qualquer outro momento da vida. Enfim isso é muito relativo.

  10. "Sou contra o casamento de gays disse:

    QUERIDO AMIGO…..Boa noite,Estou aqui para dizer minha opinião sobre casamento desse tipo…..NÃO CONCORDO E IMAGINE DEUS …..Certamente ele formou casal ,sexo diferente e o inimigo de nossas almas como não fica satisfeito com que Deus criou formou,criou este tipo de pessoas (MESMO SEXO).Disse Deus eu vim para que tenha vida e vida em abundancia…..família este foi o proposito de Deus para os lares. Você amigo está de parabéns de falar coisas excelente no programa que Deus ti abençõe para usar como ele quizer.Nosso Deus e poderoso para transforma vidas que estão no pecado,muda coraçõe e saiba que tudo que o DIABO oferece não passa de ser passageiro dura pouco …Mais para nosso SENHOR e por toda vida. E quando ELE FAZ ,FAZ POR COMPLETO NÃO PELA METADE.E estes homem que falarão ser pastores estão precisando de mudaças espiritual ,ACEITAR JESUS como unico salvador de suas vidas e transformação e leva para céu.Este mundo não nós pertence estamos aqui por passagem GLÓRIA DEUS…Um abraço

  11. Alan Vieira disse:

    Amigo, assisti hoje aos vídeos, não sabia que você havia participado do já citado programa, fiz questão de assistir com bastante atenção cada um deles. Quero parabenizá-lo pela sua postura em defender publicamente os princípios do nosso amado mestre Jesus Cristo. Admiro a sua bravura em abordar um tema tão polêmico e que tem movido milhares de pessoas para aceitação desse conceito de família, que vai de encontro ao modelo sagrado instituído pelo Pai celestial.

    O que mais gostei na sua argumentação é fato de você mostrar que existe algo melhor, algo maior, algo que se praticado da forma correta, não só realizara uma mudança significante na vida dos homossexuais, mais também na vida de todo ser humano.

    Acredito que suas palavras terão efeito positivo na vida de muitas pessoas, também sei que em muitos (como é de se esperar) suas palavras não passaram de bobagens de alguém preconceituoso. Mais o importante mesmo, é que você defendeu a um principio verdadeiro independentemente se milhares de pessoas ou ate mesmo a maioria delas sejam contrarias a esse principio, pois o mesmo não deixará de ser verdadeiro por causa da opinião das pessoas.
    Quero ser lembrado como alguém que lutou pela verdade, seja ao lado da minoria, seja ao lado da maioria, pois a verdade sempre se sobressairá.
    Meus sinceros agradecimentos pela sua postura em defender a divina organização familiar.
    Quero aproveitar também o espaço, para dizer a todos os filhos do Pai celestial que por algum motivo, razão ou circunstância, vieram a sentir desejo por pessoas do mesmo sexo e que mesmo assim mantém uma vida casta e virtuosa, cumprindo ao máximo, mesmo dentro das suas limitações, aos mandamentos do Senhor, que vocês são grandes guerreiros, guerreiro os quais pouco se vê, pois não é nada fácil enfrentar o que vocês estão enfrentando, passar pelo que vocês estão passando… e mesmo assim continuarem fieis. Parabéns continuem assim, tenham fé no nosso Salvador, se apeguem a Ele, e com certeza terão a força necessária para continuarem ate o fim da jornada com uma consciência limpa e serena. ELE NOS AMA!!!

  12. Aline Mirra disse:

    Parabéns Marcelo por representar tão bem nossa fé, por saber seguir o amor aos nossos irmãos sem preconceito.
    E exercendo nosso testemunho com respeito a escolha de cada um.
    Vivendo os ensinamentos de nosso Pai e do Salvador com tanto discernimento paz e harmonia…Trazendo o Espírito para parte do mundo através de uma voz mansa e branda.

  13. Anônimo disse:

    Cara, vc foi muito mal no programa da Luciana Gimenez!
    Era só citar a Bíblia, no texto de Romanos, em que deus condena o homossexualismo. Que fracasso….
    E aquele gay rindo o tempo todo da sua cara…
    Vc devia estudar mais antes de ir a um programa nacional pagra um micão daqueles. Abraços!!!!!

    • Marcelo Todaro disse:

      Caro anônimo,

      Aparentemente você não entendeu o propósito de minha ida ao programa. Não fui lá para condenar o homossexualismo, nem para criticar os gays, nem qualquer coisa semelhante. A produção do programa não estava interessada numa pregação religiosa e não fui convidado para isso.

      O motivo pelo qual fui convidado a ir ao programa foi expressar minha opinião contrária ao casamento gay. Fui falar de casamento, não de pessoas.

      Por favor, leia (ou releia) meu artigo para compreender melhor esse ponto. O propósito de minha ida ao programa foi plenamente cumprido.

      E daí que o Beto Sato estava rindo? Ele não paga nada para rir. 🙂

      Um abraço!

  14. Filipi disse:

    Irmão, parabéns, foi uma grande conquiesta para O Reino do Senhor, você foi exemplar, e fico muito feliz por ter existido uma brecha para você dizer a onde as pessoas podem conquistar suas familias eternas, eu estava lá, torcendo para você dizer o nome da Igrejae Jesus Cristo, maiuma vez parabéns, abraço.

  15. Aline disse:

    Marcelo,

    O pior preconceito é para com os ex gays!!!Porque a pessoa não pode deixar de ser gay quando quiser??
    Temos esse direito!!!

    Não existe pessoa gay, existem pessoas que estão praticando uma conduta gay, mas que podem mudar de idéia quando quiserem… Se alguém que namorou com uma pessoa do mesmo sexo e não foi feliz tem o direito de mudar de não ser mais gay…o que ficou no passado já era…nossa vida é o presente e o que pensamos no futuro.

    Jesus apaga tudo que ficou pra trás e nos transforma em novas criaturas pelo amor e perdão dele.

    Veja as músicas do DENNIS JERNINGAN,(you tube) ex gay assumido, casado, pai de 2 filhos, feliz!!!

    Pelo amor de JESUS podemos tudo!!!

  16. ALINE disse:

    Marcelo,

    Fiquei espantada com sua calma e com a paz em que foi envolvido o programa do superpop no dia desse debate.Um assunto tão polêmico…acho que Deus ficou feliz por estarmos evoluindo!
    Acho que deve ser um sofrimento muito grande para o Gay encarar essa sociedade preconceituosa, porque dita que um cara que namorou com homem não pode namorar com uma mulher, e exige que a pessoa tome uma atitude quanto a sua sexualidade.

    Conheço alguns homosexuais que resolveram constituir família porque não estavam felizes com a vida que estavam levando, é um direito da pessoa resolver experimentar outra opção.

    Um grande cantor americano DENNIS JERNINGAN, escute suas músicas no you tube, defende o direito de se mudar de idéia. O pior preconceito não é para com os gays e sim para aqueles que deixam de ser gays.

    Deus liberta e muda quando ele quer mostrar que para ele nada é impossível!!!

  17. Maycon A. Pimentel disse:

    Marcelo, acompanho o seu blog e quando li seu artigo sobre a sua participação no programa, fiquei preocupado, mas daí assisti o vídeo e não pude deixar de comentar.
    Gostaria de lhe agradecer por defender a bandeira do casamento legal entre um homem e uma mulher, posição doutrinária da Igreja e que é tão duramente criticada pelas pessoas que não conhecem a verdade e vivem em desarmonia com o Evangelho, você mostrou que Cristo está de braços abertos para esses irmãos para que eles possam se voltar a Ele, que não nascemos diferentes de nossa natureza divina e que aqueles que tem o desejo e força de vontade de Amar a Deus mais do que tudo, realmente tudo, ele sem dúvida alguma derramará suas ternas misericordias e o poder da Expiação será exercido plenamente na vida daqueles que se arrependem sinceramente. O Pres. Kimball ensinou no milagre do perdão que o arrependimento é doloroso, vergonhoso, humilhante, desgastante, dificil de ser alcançado, a exemplo do Apótolo Paulo e Alma o Filho, mas quando sentimos que fomos perdoados de nossos pecados o alívio a alegria, o amor a luz, a transformação que acontece na vida do arrependido é maior que tudo, Cristo sempre estendeu o convite dizendo, Vinde a Mim, mas que o caminho não seria fácil, mas que seria compensador, O mundo de hoje somente enxerga (mal) esta vida e não a Eternidade, que este é um tempo muito curto comparado ao que ainda iremos viver, realmente é um piscar de olhos, Amo o meu Salvador e Redentor e que ele pagou pelos nossos pecados para que tivessemos a oportunidade de regressarmos para o Pai imaculados junto com nossas familias marido, mulher e filhos tal como o modelo divino definiu!

  18. Fatima Ascensi disse:

    ola Marcelo
    sou a Fatima de Portugal,tudo bem contigo?
    gostei de ouvir a entrevista
    que bom,ter um amigo,portado de sacerdocio,que soube explicar tao bem,o que o Senhor diz sobre o assunto
    um abraço par ati e familia
    fatima

  19. Que felicidade é termos um legítimo representante da Igreja.
    O Senhor realmente qualifica os escolhidos e os escolhidos são aqueles que assumem para si a responsabilidade de defender o Evangelho.

    Obrigado pelo seu exemplo, irmão Todaro.

    Abraços fraternais,

    Milton Bolonha Neto

  20. Pedro Cardoso disse:

    dq serve a resposta do homossexualismo no mundo pós mortal. Queremos a resposta aqui agora onde nós sofremos. lá ñ vamos sofrer com isso. Vcs falam tanto q homossexualismo é errado q devemos seguir o exemplo de Adão e Eva. Tudo bem! vamos seguir o exemplo dos filhos de adão tb q é coisa pior. depois de adão e eva, irmão com irmã tiveram q transar para procriar, e eu acho isso mas repugnante do q o homossexualismo. Mas Deus permitiu isso.

    • Marcelo Todaro disse:

      Pedro,

      Entendo sua ansiedade por respostas imediatas que tragam um pouco de alívio para sua angústia. Mas você tem que entender que não podemos querer mandar em Deus. No devido tempo Dele, ao modo Dele, tudo será revelado (inclusive as respostas para todas as questões levantadas pela humanidade em todas as eras). Tudo será conhecido e explicado. Então, todos veremos que havia, sim, um bom motivo para que Ele tenha feito as coisas como fez.

      Ele não o faz hoje porque, se o fizesse, não teríamos motivo para ter fé. Não é à toa que a fé é o primeiro princípio do Evangelho. A fé é o alicerce de tudo que vem em cima. Se a fé for fraca, o edifício construído sobre ela desmorona. Acredito ser isso o que está ocorrendo com você.

      O fato de não conhecermos certas respostas não nos deve servir de desculpa para não termos fé e não nos sujeitarmos aos mandamentos de Deus — que, afinal, nos foram dados para nosso próprio bem nesta vida e na eternidade. Eis porque insisto que você deve fazer um esforço em permanecer casto e digno da companhia do Espírito mesmo sem entender o porquê de certas coisas. Faça-o pela fé, com paciência e humildade. Estou plenamente convicto de que, se for capaz disso, depois você será amplamente compensado por todas as suas atuais dores e angústias.

      Não pense você que também não debato com dores e angústias pessoais e familiares. Elas não são de natureza sexual, mas de outras. Sob meu ponto de vista, também são pungentes e me deixam angustiado com a falta de resposta a certas perguntas. A diferença é que tenho um relacionamento pessoal e direto com nosso Pai Celestial e confio Nele o suficiente para esperar com paciência pelo tempo e modo Dele de agir e de cuidar de mim, de minha família e do mundo. Em virtude de meu empenho em ser fiel a Seus mandamentos, sou recompensado com paz, com a companhia constante do Espírito, com revelação pessoal para o governo de minha vida e com Seu amoroso cuidado e atenção. Não pode haver nesta vida bênção maior que essa.

      Eis porque insisto que você deve manter-se digno dessa bênção também. Você só entenderá como isso é bom quando desfrutar dela. O esforço vale a pena. A paz que o Senhor oferece em troca da fidelidade a Ele vai amenizar bastante sua angústia interior e o ajudará a esperar com paciência pelo dia em que todas as respostas serão dadas.

      Não tenho muito mais a dizer-lhe do que isso. Só posso aconselhá-lo a ser humilde perante Ele, buscar consolo e conforto Nele e ser digno da ajuda Dele, sem rebelar-se por ainda não ter as respostas que deseja.

      Um abraço!

  21. Pedro Cardoso disse:

    Me desculpe Marcelo!

    Não concordo com o teu pensamento e dos lideres da igreja. Poxa Deus e Jesus Cristo foram reconhecido pelo seus milagres. Jesus curou muitos enfermos, trouxe de volta a vida de lázaro. O q seria pra Deus o Homossexulismo. Se ele ñ tem cura para isso; então Ele ñ é oq Ele se intitula ser o Onipotente o Todo Poderoso pra Ele nada é impossivel. Um lider me falou que é provação. Eu ñ acredito q Deus coloca o Homossexualismo para provar as pessoas. Se for isso tá aí a causa do homossexualismo – “Vêm de Deus pra testa o homem”-. Isso é rídiculo; se para alcançar o mais alto grau de glória é o casamento, pq Deus colocaria o homossexualismo na terra.
    E oq me deixa mas triste é q existe comunidades blogs de mórmons gays, mas ñ tem de ex-gays mórmons. Eu queria muito conversar com um mórmon q conseguiu vencer esse desafio e se casou e tem filhos. Essas pessoas deveriam fazer um grupo para se ajudarem mutualmente ñ se enconderem de vergonha. Se eu conseguise vencer; a primeira coisa q eu queria era ajudar todos os homossexuais da face da Terra e ñ me esconder. Pq eu sei oq é isso. é doloroso é árduo. Imagina vc estanto na igreja onde se repete várias vezes sobre o casamento eterno. E vc sendo homossexual se sente excluído e menosprezado do plano. Por isso q muitos membros se afastam. Meu pr. de estaca falou q ele ñ teve sucesso com nenhum homossexual todos se afastaram. è muito fácil um bispo ou um pr. falar para eu esperar o milênio, pois eles já estão casados, são heteros (motivo para levantar as mão pro céu agradecendo), tem filhos. Mas imagina vc Marcelo. Vamos supor q o certo seria homem com homem e mulher com mulher e vc teria q passar a sentir atração por homens. Só quero q vc tente imaginar pelo oq nós passamos q é uma realidade ñ é brincadeira.
    Deus Fez muitos milagres, pq Ele ñ curaria o homossexualismo. Se Ele ñ cura é pq Ele ñ é Deus ou pq Ele ñ é contra o homossexualismo!!!!!!

  22. Pedro Cardoso disse:

    Olá Marcelo!!!! Parabéns pela participação no programa.

    Sou menbro da igreja de Jesus Cristo á 8 anos. Desde criança eu tenho atração por pessoas do mesmo sexo. Tive várias entrevistas com bispos e pr. de estacas; orei me humilhei ao Senhor, coloquei minha cabeça no chão, fiz muito jejum, li as santas escrituras durante todos esses 8 anos com o proposito de me curar dessa maldita atração que eu sinto por homens cheguei ate a receber meu chamado missionário na missão Porto Alegre Norte mas decidi ñ servi devido a esta atração q infelismente ainda ñ consegui vencer. E como o irmão Sandro falou, várias vezes tb senti vontade de morrer até cheguei a pensar q ñ existesse Deus. E sinto um desespero tremendo dentro de alma. Minha própria liderança fala q isso ñ tem cura q talvez eu tanha q esperar o milênio para me casar. Quer dizer então q eu tenho viver sozinho infeliz nessa terra e esperar esse tal milênio chegar. DEUS Ñ QUER ISSO. Ele mesmo diz q estamos na terra para sermos felizes. Não vejo um Pai pre-destinando uma vida assim para seu filho. Se ele é um Deus amoroso q abre as portas se nós batermos (da qual so faltei arrombar) pq Ele ñ me cura e ñ cura tantos homossexuais q passam e q já passaram pelo mesmo problema q o meu. Sempre me esforcei para viver o evangelho. Batizei minha mãe meu irmão, meus primos e minha tia. Mas confesso q meu testemunho está enfraquecendo. Até meu lider falou para mim: “Paulo, se quiseres se afastar da igreja e viver com um homem faça isso. Mas não se afsta de Deus Ele vai dar um julgamento adequado a todos os homossexuais”. Vc mesmo falou q Deus vai julgar pelo seu desejo de coração. E o meu desejo era sempre de ñ ser homossexual mas se eu ñ vencer eu ñ quero viver uma vida sozinho e esperar o milenio para amar e ser amado. Todo mundo precisa disso é uma necessidade Humana.

    E lembrando q Deus vai nos julgar pelas nossas escolhas. Mas o Homossexualismo ñ é uma escolha. eu ñ escolhi ser gay.

    • Marcelo Todaro disse:

      Olá, Pedro.

      Obrigado por seu comentário. Você já leu o livreto da Igreja “Deus Ama Seus Filhos”? Ele foi escrito para pessoas que sentem atração pelo mesmo sexo. Você pode baixar o PDF dele aqui.

      Como eu disse em meu artigo Por que sou contra o casamento gay, não cairei na armadilha de tentar explicar o homossexualismo por qualquer aspecto concebível. Não sabemos por que ele existe e talvez não venhamos a saber nesta vida, como disse o Élder Jeffrey R. Holland, do Quórum dos Doze Apóstolos, no artigo Ajudar Os Que Lutam Contra a Atração pelo Mesmo Sexo publicado na revista A Liahona de outubro de 2007 (versão em PDF da revista pode ser baixada aqui). Só o que sabemos é que Deus não criou três sexos, e sim dois. Isso é tudo o que me limitarei a dizer.

      Discordo do líder que lhe disse “se quiseres se afastar da igreja e viver com um homem faça isso”. Acho que você não deve se afastar, afinal renovar nossos convênios tomando o Sacramento aos domingos também é um mandamento de Deus que não podemos negligenciar. Concordo com ele ao dizer que nosso Pai Celestial dará um julgamento justo a todos os homossexuais, mas acrescento que Ele poderá ser mais misericordioso com aqueles que se empenharam em obedecer a todos os seus mandamentos da maneira mais perfeita de que foram capazes.

      Portanto, se posso deixar-lhe um conselho, fique firme na Igreja e rogue ao Pai que lhe dê paciência, força e sabedoria para lidar com sua luta interior, nem que isso eventualmente signifique ficar solteiro e sozinho até o Milênio. Se você conseguir vencer esse desafio, será amplamente compensado por suas dores e angústias depois.

      Um abraço!

  23. ola irmão.bom apesar do tempo.ainda se repercute muito o que ouve naquele dia no superpop.assisti todo o programa e quero lhe parabenizar por sua postura e por defender o nome da igrja.bom ja faz um pouco de tempo mas sempre quiz saber sobre o irão que tava la naquele dia.via que não era nehuma autoridade responsavel pelos assustos publicos da igrja no brsil,mas pude ver um irão integro e que vive realmente o evangelho..e o irão tava com uma a liahona nas mão.quando vi.eu disse pra minh mãe “aquele homem é um mormon”por ela não ser mnbro da igrja passou todo o prgrama comigo.parabens irmão.

  24. Sandro da Costa Fernandes disse:

    “Mas, no grande Dia do Julgamento, esteja preparado para descobrir que as coisas não são exatamente como imagina.”

    Quanto arrogância nesta frase…

    Bem, concordo plenamente com todas as pessoas que comentaram aqui. Você representou bem a sua Igreja. Representou bem a posiçao anacrônica e preconceituosa desta instituiçao. Representou bem a confusao que temos no nosso pseudo Estado laico.

    Em tempo, os grupos homossexuais NAO estao lutando para que a Igreja aceite o casamento religioso gay. O que estes grupos lutam é por um reconhecimento do Estado, um reconhecimento civil. Se as Igreja X ou Z pensam isso ou aquilo, sinceramente, nao me importa. O que sim me importa é que o Estado tenha leis diferentes para o seu grupo de cidadaos.

    Se um direito nao é garantido a TODOS os cidadaos, deixa de ser um direito e passa a ser um PRIVILEGIO. E hoje, no Brasil, o casamento é um privilégio heterossexual.

    Insisto – nao ha que misturar Estado e religiao. A Igreja tem todo o direito de estar de portas abertas aos ditadores e de portas fechadas aos impuros gays. Eh como um clube privado. Entra quem estah dentro de um perfil (ou quem finge estar dentro do mesmo). E nao vejo problema nenhum nisso. Eu também nao deixo que entre qualquer um na minha casa.

    No entanto, o Estado SIM deve garantir que todos, independentemente de religiao, “raça”, orientaçao sexual e bla bla bla tenham os mesmos direitos. Qualquer catolico pode defender (inclusive com meu apoio silencioso) que o matrimônio religioso tem que ser entre macho e fêmea porque jesus bla bla bla bla. Mas no âmbito do Estado, sendo este Estado laico, o que disse jesus ou maomé nao pode ter a mais minima importância legislativa.

    • Marcelo Todaro disse:

      Sandro,

      Não há arrogância alguma. Se você exercesse sua fé para saber por si mesmo o que Deus pensa a respeito, seria capaz de assinar embaixo do que eu disse, não só em relação à frase citada por você como também a todo o resto.

      Para entender melhor meu ponto de vista, convido-o a ler meu artigo Por que sou contra o casamento gay. Se o fizer, verá que em momento algum analiso a questão pelo ponto de vista social, e sim exclusivamente pelo espiritual. Para mim, Deus não pode ser posto de lado em função dos anseios de uma minoria da sociedade (nem se fosse maioria, aliás).

      Quando as pessoas decidirem dar a Deus a importância que Ele tem, passarão a pensar menos em si mesmas e mais naquilo que Ele deseja para nós. A vantagem disso é que o que Ele deseja para nós é o que pode haver de melhor. Infelizmente para os homossexuais, isso não inclui o casamento entre iguais (pelos motivos que explico no outro artigo). Não me culpe por isso, não fui eu quem quis que fosse assim.

      Um abraço!

  25. Rodrigo Borges Bueno disse:

    Também fiz missão de tempo integral no Rio Grande do Sul e isso me deu uma grande base para que eu pudesse formar minha própria opinião sobre nossas crenças e seus reais resultados.

    Fui selado à minha esposa há mais ou menos 2 meses e meio atrás. Como são grato por ter uma família que pode ser eterna.
    Infelizmente o mundo desconhece esta palavra “eterna”, mas em breve – e isso já está acontecendo- eles a conhecerão.

    Parabéns pelo debate.
    Representou muito bem a posição da Igreja.

    Continue firme e com a fé cada vez mais fortalecido. Por isso eu oro.

  26. Josue disse:

    Caro Marcelo.

    Estava procurando alguns videos na internet sobre casamento gay e encontrei seu depoimento no sobre o assunto e assistir todos. Sou membro de A igreja de Jesus Cristo dos Santos dos ultimos dias desde 97. Entrei na Igreja com 17 anos e sempre foi um membro ativo. Tive varios cargos e ate fui para a missao. Durante toda a minha vida lutei contra a minha homossexualidade. Sempre orei e pedi ao pai celestial para me ajudar, para me livra desse desejo que me consumia. Fui o melhor missionario, o melhor filho, o melhor amigo. Sempre fiz tudo para ser um cidadao de valor. Dediquei minha vida ao meu proximo. Mas mesmo assim nao conseguir me livra desse sentimento. Depois de orar muito e pedir muito ao pai celestial para me mostrar uma saida. Resolvir acabar com minha vida. Ao sair de casa para terminar com minha vida conversei com meu pai celestial e lhe fiz um desafio, pois ele disse em doutrinas e convenios ” se fazes oque digo tendes promessas e se nao fazes nao tendes promessas nenhuma” Eu fiz tudo e era meu dever pedir ajuda, pois ele estava obrigado a me ajuda. Antes de sair disse ” pai tu sabes que ate hoje sempre fiz tudo para ti, dediquei minha vida a ti e sabes que tudo que fiz foi por amor a ti, mas agora nao posso mais. Ponho minha vida em tuas maos” e sair. Fui ate um local perto do mar onde tinha uma pedra muita alta e onde as ondas batiam muito forte. Fui caminhando ate a ponta da pedra onde poderia me jogar. Quando eu estava chegando bem proximo vi um fleche de uma camera fotografica e quando olhei para o lado vi que tinha uma pessoa la tirando foi e ele havia apoiado a camera no chao para tirar uma foto dele, pois ele estava sozinho e queria tirar uma foto dele mesmo. Fui caminhando para a ponta da pedra e a pessoa que estava tirando foto veio perto de mim e comecou a conversar comigo. Eu nao estava muito interessando em conversar mais fui simpatico com ele. Ele nao falava portugues, entao conversamos em espanhol. Quando comecamos a conversar sentir que ele era uma pessoa especial e que Deus havia enviado aquela pessoa para me ajudar.

    Ja se passaram 7 anos. Estamos juntos, casamos e vivemos na Belgica, continuo firme no evangelho e nao tenho duvida do amor que nosso pai celestial tem por mim. Sei que ele me abencoa e que se sou gay e porque ele quer. Pois esta escrito nas escrituras que tudo foi criado por Deus e nao cai uma folha no chao se nao for pela vontade de Deus.

    Sou um membro de A Igreja de Jesus Cristos dos Santos dos Ultimos Dias casado com um homem de bem que me ama e que o amo. Temos uma familia feliz e eterna, pois Deus nos ama.

    • Marcelo Todaro disse:

      Tudo bem, Josué. Se é nisso que você prefere acreditar, beleza. Toque sua vida e seja feliz.

      Mas, no grande Dia do Julgamento, esteja preparado para descobrir que as coisas não são exatamente como imagina. E não estou falando em “condenação” ou algo parecido, pois o julgamento pertence a Ele. Estou falando em constatar aquilo de que fala aquele velho ditado: “nem tudo que reluz é ouro”.

      Espero que você goste de surpresas. 😉

      Para o esclarecimento do leitor: a Igreja só aceita candidatos a batismo dispostos a assumir o estrito compromisso de cumprir os mandamentos de Deus, dentre os quais a Lei da Castidade. Essa lei requer abstinência sexual antes do casamento e fidelidade ao cônjuge do sexo oposto depois. Alguém que possua atração pelo mesmo sexo pode ser batizado desde que se mantenha casto. Mesmo que essa pessoa eventualmente decida não se casar com alguém do sexo oposto por causa de sua atração pelo mesmo sexo, ainda assim pode permanecer membro da Igreja caso permaneça casto. Quem quer que pratique o homossexualismo depois de batizado será excomungado tão logo a prática seja descoberta caso não a abandone.

      Josué diz ser membro da Igreja estando casado com outro homem. Isso só é possível em uma das seguintes circunstâncias:

      1. Ele está escondendo de sua liderança esse relacionamento, caso em que será excomungado assim que for descoberto caso não abra mão dessa relação;
      2. Já foi excomungado, mas ainda assim se considera membro da Igreja;
      3. Está blefando.

      O interessado em conhecer a posição da Igreja sobre o homossexualismo pode baixar o livreto Deus Ama Seus Filhos (PDF).

  27. Marcelo Todaro disse:

    Olá, Marllom.

    Permita-me comentar um trecho de seu comentário:

    O que me intriga é o motivo desconhecido que o nobre irmão tem de envolversse nestes assuntos, já que a Igreja tão pouco discerne a respeito; e isso, que na minha opinião é o principal motivo de nós homossexuais sofrermos tanto e não termos alegria nesta vida, alegria mesmo.Mas não é só a a Igreja de Jesus Cristo que comete tal falha, mesmo sendo perfeita outras Igrejas também o fazem desumanamente.

    Meu envolvimento neste assunto é exatamente o mesmo do da Igreja quando se sente na necessidade de defender o modelo de família e de casamento estabelecido por Deus. Falo disso bem claramente em meu artigo Por que sou contra o casamento gay. Não estou militando contra o homossexualismo, e sim contra alterações legais nesse modelo visando satisfazer os anseios de uma minoria que age contra os mandamentos de Deus. Eu realmente não posso ficar calado diante disso.

    Você se engana ao dizer que a Igreja falha em alguma coisa. Ela defende o evangelho de Jesus Cristo. O evangelho fala da união entre homem e mulher. Ela não pode se abster de se manifestar quando querem mudar a definição de casamento que foi estabelecida por Deus.

    Entenda que casamento e família não são instituições humanas, mas divinas. Não foi o homem que inventou o casamento e a família, e sim Deus. Portanto, é natural de se esperar que só Ele possa mudar o que criou. O homem não tem esse direito, a menos que seja dado por Ele. E, até onde sei, Ele não deu esse direito a ninguém.

    É sobre isso que a Igreja e eu nos manifestamos.

    Quanto ao homossexualismo e os homossexuais em si, a posição da Igreja está claramente manifestada no livreto “Deus Ama Seus Filhos”, que você pode ler neste PDF.

    Um abraço!

  28. Marllom Oliveira disse:

    Marcelo,
    Tive acesso a todo o conteúdo que você possui a cerca do homossexualismo. Conheço a Igreja de Jesus Cristo do Santos Dos Últimos Dias há mais de 10 anos. Sempre me senti grato pelo respeito que tal Igreja ofereçe aos homossexuais. acredito na verecidade desta Igreja e de tudo oque a faz ser a Luz do mundo. Sou homossexual. Me compadeço das dores de meus irmãos que sofrem com essas escolhas. Acredito que nasci perfeito e segundo a minha essencia de homem. Mas escolhi estar feliz aqui na terra, nesta vida. Deixando com que Deus me julgue: de acordo com minhas ações, palavras e pensamentos, e não só de minha orientação sexual e das escolhas que fiz por causa dela, Ele possa decidir se terei ou não a oportunidade que me falta para ser eterno ao Seu lado. O que me intriga é o motivo desconhecido que o nobre irmão tem de envolversse nestes assuntos, já que a Igreja tão pouco discerne a respeito; e isso, que na minha opinião é o principal motivo de nós homossexuais sofrermos tanto e não termos alegria nesta vida, alegria mesmo.Mas não é só a a Igreja de Jesus Cristo que comete tal falha, mesmo sendo perfeita outras Igrejas também o fazem desumanamente. E olha que poicos homossexuais têm o privilegio de conhecer a Igreja de Jesus Cristo, por muitos motivos. Mas você se destacou nos seus artigos. Brilhantemente defendeu a verdade em meio a tantas mentiras. Obrigado. Oro para que muitas outras pessoas tenhas acesso a este material. A saber, sou homossexual, pratico a pederastia, meu meio social é LGBT, eu os amo e tento oferecer um pouco de conhecimento verdadeiro a eles. Milito com eles. A Luz de Cristo, que é a concienscia que possuem é dissipada quando falo pra eles. E assim eles estão alegres. Me orgulho do trabalho que faço. Não sei a qual dos Reinos de Gloria nós iremos. Mas se eu os ajudar a estarem cada vez mais proximos da semelhança do Evangelho de Crsito, poderei quem sabe ajuda-los a estarem alegres neste mundo que nos orpime tanto. Obrigado.
    Marllom Oliveira

  29. lorena disse:

    eu concordo com vc !!
    tbm sou contra
    eu respeito mt eles mais acho q não é correto pq é como se fosse uma “afronta” á igreja
    e Deus fez homem para se casar e ter uma vida com a mulher, e não homem com homem e nem mulher com mulher.

  30. Adilson disse:

    Parabéns, Marcelo – Foi inspirado pelo Salvador. Agiu como um grande discípulo do Salvador de Jesus Cristo.

  31. Sergio R Sakai disse:

    Caro Irmao Marcelo !
    Agradeco a Pamela ai acima que me falou sobre sua participacao no programa, achei vc bem tranquilo e seguro em suas respostas, e proprio como vc diz na entrevista se voce quiser saber mesmo vai ter que estudar a respeito destas coisas que eu afirmo e confirmo ser oque Deus acha a respeito, ele disse o modelo “Homen x Mulher = Filhos” e nunca disse nada diferente disto e muito menos tenha mudado de ideia pois e perfeito nao erra nao se engana, nao muda de ideia senao nao seria Deus, e lembremo-nos ele e;( Justo primeiro e misericordioso depois) se assim for de sua vontade. Parabens !!!

  32. Ananta Pâmela disse:

    Nossa! Parabéns mesmo! Não sabia que você tinha ido ao Superporp, Hj dia 13 de outubro fiquei sabendo. Como disse o irmão acima, vc conduziu muito bem mesmo toda discurssão. Fiquei muito feliz, falo em nome de todos os SUD´s de macapá no Amapá, norte do País. mostrou evidentemente o quão vivemos nossa religião, e o quanto somos felizes.

  33. Bete Fonseca disse:

    Olá irmão Marcelo,vi seu video da participação no super pop,adorei como você conduziu o debate,e principalmente sua paciência em suportar aquela apresentadora ,que só sabia argumentar que o Sr é amor.Sua humildade e serenidade foi demais,na minha opinião você defendeu a verdade com firmeza e fez aquelas pessoas pensarem a respeito de uma recompensa melhor … Parabéns ,um abraço.

  34. Eduardo Rosa Santos disse:

    Olá Marcelo, vi sua participação no programa Superpop. Achei muito boa a forma como você se conduziu! Não tenho dúvidas que o Espírito Santo esteve contigo. A própria apresentadora prestou um testemunho, ela disse: “Este foi o programa mais bem comportado”. Ora, é claro que sim, não queremos confusão. O Espírito testificou a todos e com certeza alguns homossexuais adquiriram um testemunho da Igreja de Jesus Cristo.

  35. Mariana Martinelly disse:

    Parabém irmão ! voce foi muito eficiente em sua defesa ,das verdades eternas, sabe eu estive esta semana com uma conhecida e ela me confessou que apesar de ser casada e mãe de dois filhos pequenos é infeliz porque segundo ela sua verdadeira paixão é uma amiga da mãe dela uma senhora que tem idade para ser sua mãe, eu aconselhei ela a orar e jejuar parar tirar de demtro de si tais pensamentos, mas ela disse que pensa em tirar a própia vida que não consegue mais conviver maritalmente com o esposo, que por sinal é um homem bom trabalhador fiel e pasmem religioso, eu fiquei na casa deles por uns dias e conversamos muito sobre o evangelho, eu havia levado comigo alguns dvds e publicações da igreja, inclusive deixei com o marido dela uma revista igual a que voce ficou segurando nas mãos lá na tv,hoje a noite vou para o templo em uritiba e vou orar por ela e pediria a voce para me ajudar nesta corrente para que ela ouça a vóz do espirito santo e dixe de lado esta obseção maldita que a levara a ruina tanto nesta como na próxima vida . Eu agradeço aous céus todo o tempo por fazer parte da verdadeira igreja por conhecer a verdade e poder aconselhar alguem aflito e perdido como esta moça, e as coisas que voce disse em sua entrevista bate com o que disse a ela , se a pessoa crer e fazer sua parte o Senhor a libertará, tanto de males fisicos como este que eu julgo ser um mal do espirito. Um grande abraço a voce e continue assim valente e fiel !

  36. Bento disse:

    Olá Marcelo,
    gostaria de parabenizá-lo pela sua entrevista no programa superpop a respeito do casamento gay.
    Acho que defendeu muito bem sua opinião, que aliás, é opinião também de todos verdadeiros cristãos.
    Parabéns pela coragem e pela competência.

  37. Jaime Costa disse:

    Oi Marcelo,

    Parabéns pela coragem. Acho que foi um desafio e tanto, não? Acho que eu não faria melhor, ficaria nervoso, talvez trocasse as palavras e por aí vai.

    Você foi calmo, tranquilo, apresentou uma imagem muito boa de um membro da Igreja. Talvez um evangélico assembleiano ficasse colérico e baixasse fogo dos céus, já pensou o Silas Malafaia lá?

    Contudo, Marcelo, deixa eu te dizer algo, que me passou na mente durante a entrevista.

    Eles falaram várias vezes sobre aceitação e amor incondicional, na realidade o jargão dessa turma é o infinito amor do Senhor e sua capacidade amorosa de inclusão de todos. Mas eles se esquecem que o mundo espiritual, tal qual o mundo em que vivemos, é formado por leis que ditam regras de boa conduta e punições para ações erradas. Nas escrituras vemos o Senhor Jesus amando o pecador, mas ao mesmo tempo convidando-o ao arrependimento. Por que fez isso? Porque, na lei do evangelho, embora haja o amor é preciso que o pecador se adeque ao modelo divino de conduta. Então o Senhor ama a todos, mas nem todos Ele aceitará nos céus. Há leis nos céus e no Reino, sempre foi assim.

    Eles falaram que as pessoas nascem assim e que há um determinismo nisso. Uma vez, em entrevista com o Élder Russel M. Nelson, do Quórum dos Doze Apóstolos, perguntei a ele sobre isso. Ele disse que todos nós nascemos com tendências, por isso alguns têm um gênio mais forte, outros são mais calmos, reflexivos e assim por diante — é o tal espinho na carne, dito por Paulo —, mas todos temos a capacidade de vencer nossas tendências e seguir a Cristo. Eu sou hetero e você também, gostamos de mulher, mas temos que nos policiar, não temos? É a mesma coisa. Agora, se o individuo fica se lamentando e não se esforça seriamente para vencer suas fraquezas, então fica tudo muito difícil. Somos chamados para lutar contra a carne e seus desejos e inclinações, isso nas mais variados formas, vai desde a inveja, a fofoca, falso testemunho, até os pecados mais graves…

    É isso amigo. Parabéns pela postura corajosa.

    Um grande abraço!

  38. Mauricio Maurente disse:

    Marcelo, até que enfim dispusestes os vídeos! Todo mundo tinha visto menos eu. Fiquei muito feliz com tua participação como uma nova perspectiva perante esse assunto. Sem raiva homofóbica nem apoio simpatizante. Acho que você representou muito bem as pessoas que tem esse mesmo pensamento, e que não necessáriamente partilhem da nossa fé. Já queremos um autógrafo. rsrs
    Abraço irmão, e fique firme sempre.

  39. Erika Strassburger Borba disse:

    Marcelo

    Assisti os vídeos, finalmente! Fiquei pensando, depois dos comentários negativos de alguns opositores lá na Mormon Thought, que tu tinhas te atrapalhado, ficado nervoso e sem argumentos. Bem pelo contrário, tu foste firme, tranquilo, sensato e respeitoso em todas as tuas argumentações. O que eles esperavam? Que tu partisses para a agressividade como eles fazem?! Parabéns! Superaste as espectativas!

    Erika

  40. olá!!! achei muito bacana a sua participação no programa, pra mim, a Luciana está parecendo alguém muito ignorante… talvez seja o papel dela como apresentadora… mas questionar os ensinamentos do Salvador já é d +… é hipocrisia achar que Deus possa dar mandamentos e depois por caprichos mundanos o mesmo Deus vir a mudar de idéia, só pra dar mais Ibop ou pra ser aplaudido por pessoas que nem ao menos o conhecem nem o deseja fazê-lo…vc me parecei firme e forte em suas respostas… pena que nem todos quiseram entender nem dar ouvidos as suas palavras.. que são as mesmas que provavelmento o salvador diria se por um acaso viesse a se deparar com esse tipo de coisa… quisera que eles entendessem que INIQUIDADE NUNCA FOI FELICIDADE!!!

  41. Marcelo
    Desta apresentação, o que mais gostei foi da tua postura na cova dos leões. As palmas só foram ouvidas para os argumentos mundanos dos participantes. Não consegui identificar qualquer manifestação de apoio à tua mensagem.
    Se houve, terá sido dos assistentes do lado de fora da cova, e da maioria dos mórmons que te ouviram.
    Tuas respostas, esclarecimentos e testemunho não foram compreendidos. Como já era de esperar.
    Para mim foi dificil suportar, quando falavas, o ar de deboche do barbudinho de cabelo espichado para cima que fazia parte da equipe dos intrevistadores.
    Eu não teria paciência que demonstraste ter e que te fez policiar cada palavra que disseste; evitando que a entrevista desgringolasse.
    Xavier

  42. Rita disse:

    Oi Marcelo fiquei impressionada com sua forma de falar sobre um assunto tão delicado deixou sua mensagem com tanto amor e fé ao nosso Pai Celestial que só quem sente e conhence pode entender . nenhum daquelas pessoas presente infelizmente não entendia conhencer o evangelho foi a melhor coisa na minha vida a cada dia me surprendo mais com tanta coisas boas é um previlégio ter a opurtunidade ver tantos milagres um deles e saber que o senhor realmente pode nos usar como Instrumento nas mãos dele foi lindo da forma como falou parabéns mesmo de coração pra mim e mais um presente do senhor conhencer mais um irmão!

  43. Mara Rubia disse:

    Eu não poderia deixar de parabenizar o Marcelo pela excelente participação no Programa Superpop.

    É claro que eu assisti ao programa e fiz questão de avisar a todos os meus amigos. Não tinha dúvidas de que você seria um grande representante do testemunho que possui.

    Marcelão, junto-me ao coro dos que já te parabenizaram para dizer que me senti muito feliz por sua participação brilhante! Por defender tão valentemente e ao mesmo tempo de maneira tão gentil e educada aquilo que nós acreditamos. Cada vez que vc falava com seu tom de voz calmo, eu me enchia de orgulho…

    Muito obrigada, Marcelo! Por sua fidelidade e exemplo ao Brasil! (Eeeeebaaaa!!!!)

  44. Dade disse:

    Oi Marcelo!
    Gostei da sua participação no SuperBob rsrsrs
    Raramente o programa tem conteúdo e acrescenta algo a quem o vê, e você
    conseguiu dar um rumo ao programa assombroso, realmente muito inspirado.
    Superpop jamais será o mesmo rsrsrs
    Ela ficou pasma que um assunto tão polêmico foi discutido tão
    pacíficamente, civilizadamente.Parabéns! E depois dizem que uma
    andorinha só não faz verão?
    A Luciana tem uma boa índole (percebe-se em vários momentos), sómente
    não teve como muitos jovens a benção de ter nascido de bons pais.
    “Conserte os Pais e teremos “Bons Filhos” (não me lembro qual apóstolo
    disse esta frase).
    Abraços
    Dade

  45. Grimoaldo Braga disse:

    Grande Marcelo Todaro!!! Não sei se lembras de mim!!! Mas gostaria de parabenizá-lo pela coragem, determinação e confiança demonstrada no programa, que infelizmente não pude vê-lo ao, mas estou ansioso por isto.
    Gostaria de dizer ainda que fico feliz em saber que foi agraciado com mais uma resposta de DEUS as suas perguntas, enfrentando (mantendo-se firme nas suas convicções) as pessoas que amas.
    Grande abraço Fraterno e que DEUS o abençõe em todas as ocasiões, saibas sempre que estou de portas abertas se precisares de mim. Felicidades.

  46. Pollyana disse:

    Poxa.. gostaria muito de tê-lo visto na TV… Mas, vou procurar no you tube, enquanto vc não publica o video.
    Ainda não li o artigo principal.. que gerou tudo isso, mas posso te dar os meus parabéns (que se perde entre taaaantos e tantos, tão sinseros e agradecidos quanto o meu).
    Estou muito feliz mesmo com mais um sucesso garantido que vc conquistou, e com muito merecimento.
    Mas minha felicidade é maior, fico feliz pela sua conquista pessoal mesmo, por ser sua amiga… e fico feliz pelo bem que fez à igreja, servindo de testemunha e exemplo de membro sempre missionário.
    Continuo tendo vc como um espelho.

    Obrigada mais uma vez por TUDO.

    Bjão

  47. Otavio Gois disse:

    Meu caro Marcelo Todaro, deixei propositadamente que as cortinas  fossem cerradas, as luzes apagadas e a platéia despedida, para só então expor minhas considerações.
    Meu bom amigo e irmão (acho que já tenho o direito de tratá-lo assim), primeiramente quero parabenizá-lo pelo brilhante desempenho no programa Superpop, da Luciana Gimenez. Assisti-o todo e com muita atenção a cada pergunta e a cada resposta sua. Algumas vezes senti um aperto no peito pelo orgulho que sentia por ser membro da A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e desfrutar da amizade de pessoas valorosas em defesa da verdade e retidão como você. Senti fluir em você as palavras que o momento exigia e por que não agradecer a Deus pela inspiração?
    Quando jovem (faço parte da velha “Jovem Guarda” dos anos 60 e 70), em minha turma de amigos existia alguns que eram gays, outros fumavam maconha e, embora a opção sexual, sempre existiu muito respeito entre nós e grande amizade. Riamos muito das peripécias desses amigos “diferentes”.
    À epoca já aprendia a conviver em harmonia, profunda amizade e respeito.
    Não demorou muito e aos dezoito anos comecei a trabalhar. Meu primeiro emprego foi numa rádio católica. Eu possuia um programa destinado ao público jovem e “descolado” (principalmente as classes A e B) chamado “Superson Rural”. A grade era muito eclética, porém de primeira linha. O programa começava às 23:00 horas e terminava à 1:00 da madrugada.
    Sabe que tipo de pessoas mais frequentavam o studio?  Gays, lésbicas e viciados. Lembro como eu os tratava.
    Cheguei a namorar uma lésbica por um breve período e acabamos porque não consegui persuadí-la a deixar de ser “diferente” no aspecto em pauta.
    Mais tarde, já casado, bispo na igreja, me defrontei com alguns casos de homosexualismo e, por experiência de vida no trato dessas pessoas não podia agir de forma diferente. Apesar de lutar para destituí-los dessas idéias, não obtive muito sucesso, e infelizmente tive de fazer cumprir a lei do Senhor para o caso.
    Mas NUNCA tive nenhum tipo de preconceito contra os que são diferentes de mim. Hoje, tenho uma grande amiga (trabalha com minha esposa no hospital) que é lésbica e todas as vezes que nos encontramos a abraço e a beijo como a uma irmã. Não consigo lembrar nessas ocasiões sua condição ‘diferente”.
    As pessoas que a conhecem quando vêem essa cena de grande carinho, ficam surpresas, para não dizer, perplexas. E eu, supondo o que lhes passa pelas cabeças ainda brinco dizendo: “quer casar comigo?”  Ela conhece nosso pensamento sobre o assunto, que é o mesmo que agora vc tem.
    Somos grandes amigos!!!
    Parabéns, irmão Todaro!!! Luz… mais luz, foi o que você ganhou nessa experiência na TV. Agora está um pouco mais preparado que muitas pessoas para lidar com pessoas “diferentes” de você. Saberá agir com bondade e espírito de misericórdia. O Senhor, sem dúvida deu o exemplo no modo como tratava “os doentes da alma”: “Mulher, cadê os que te condenam? … nem eu também te condeno, ide não peques mais”
    Como vc fez questão de dizer várias vezes: “Não duvido que eles se amem, mas o modelo do Senhor é pai, mãe e filhos”. Quem não se enquadrar nesse modelo eu não diria: será condenado ou expulso. Eu diria: deixará de ganhar o mais alto grau de glória. E se acaso advier algum sofrimento, fará parte do processo de reeducação ao modelo do Senhor.
    Novamente, parabens!
    Sinto-me orgulhoso por você. Penso que o Senhor também
    Abração

  48. Roseli Oliveira disse:

    Sou membro da Igreja também, meu filho está para mandar os papéis para fazer missão!

    Marcelo, você merece parabéns pela clareza de idéias, por ser tão centrado o tempo todo nas respostas que deu para as pessoas, mesmo diante de insultos sem fundamentos….

    Estou muito orgulhosa e feliz por termos jovens como você na Igreja, que carregam a bandeira do que acredita e acima de tudo obediência irrestrita aos mandamentos do Senhor!!!

    Foi a melhor argumentação sobre o “porquê não concordo com o casamento gay” que já lí na vida!!!

    Por sua humildade e coragem de enfrentar um tema tão polêmico guiado pelo espírito do Senhor, desejo de todo coração que vc seja abençoado e continue sempre assim, com essa força que ajuda a acender a luz para pessoas que necessitam dela, num mundo tão conturbado e com uma inversão de valores tão grande e acelerada.

    Mais uma vez parabéns pela tua coragem!! Admiro sua humildade!!!

    Um forte abraço de uma mãe que está mandando seu único filho, a despeito da família, (só nós dois somos membros na minha casa) das pessoas do mundo e de tudo o quanto ele prega ser certo…. Sou grata por há 16 anos atrás ter escolhido esse caminho, senão não poderia ter lido coisas tão bonitas como as que escreveu!!! (fui eu quem foi atrás da Igreja, nas minhas pesquisas, foi o lugar onde encontrei a verdade).

    Roseli F. de Oliveira – Ala Morumbi/SP

  49. Letterino Antonio Santoro disse:

    Marcelo, gostaria de parabenizar a sua participação no programa da Luciana Gimenez (Super Pop). Sinceramente é um programa o qual não tenho costume de assistir, porém ao passar pelos canais, e ver os seus comentários a respeito do tema polêmico (união de casais do mesmo sexo), não pude deixar de assistir a sua performance.

    Sou cristão esotérico, estudo os evangelhos e por isto temos a mesma opinião sobre o tema. Particularmente fiquei admirado com a sua postura e raciocínio na defesa de seus pontos de vista.

    Em diversos momentos, penso que falar de religião da forma que conhecemos, e da forma que vc conseguiu fazer, é quase como pregar no deserto ou atirar pérolas aos porcos.

    Imagino que diversos amigos e parentes provavelmente tentaram convencê-lo de não participar do programa justamente por isto.

    Quero mais uma vez lhe dar os parabéns.

    Um fraternal abraço.

    Santoro

  50. Susana Garcia Correa disse:

    bom. primeiro eu queria dizer que o tempo só tem feito bem a vc. sua aparência está ótima.
    e tb queria dizer que assistindo o programa (ainda que horrorizada com aquela cerimônia ao vivo) acho que vc se saiu super bem. teve sabedoria, ponderação e soube fazer a colocação de ponto de vista. Vc está de parabéns. fiquei orgulhosa por vê-lo e poder saber que possuo esta amizade mesmo que distante fisicamente.
    um super bj
    su

  51. Juliana Lima disse:

    Vi sua participação no programa da Rede TV. Sou SUD e fiquei muito feliz por teres defendido com tanta firmeza as coisas corretas que acreditamos no Evangelho. Sei que Jesus Cristo pode ajudar em todas as coisas e em nossas dificuldades, senti que tu foi inspirado pelo Senhor. Foi muito bom. Q sejas bem abençoado junto com sua família por defender a verdade com humildade e por tentar mostrar às pessoas onde encontrar a felicidade eterna. Abraço

  52. Mariângela Coli disse:

    Quero cumprimentá-lo pela coragem em se expor sobre um assunto que a maioria das pessoas encaram como ‘normalidade’. Confesso que me preocupei por você ser mal interpretado, pois o tempo seu foi curto e as pessoas não enxergam realmente sua posição, sendo mais fácil achar que você seja um lunático, rsrsrsrsrsrs. Me preocupei também em você receber represálias. Entendi perfeitamente sua posição, como já entedia mesmo, li seu artigo e acho que é isto mesmo, concordo com você. Admiro sua persistência e convicção, sua luta pelo que acredita e principalmente em ter a capacidade de colocar tão bem as palavras, com simplicidade e humildade, sem qualquer alteração. Parabéns.

  53. Jessica Morgana Padilha disse:

    Olá irmão Marcelo!

    Passei hoje a tarde inteira procurando você na internet.

    Fiquei realmente impressionada com suas palavras no programa Super Pop.

    Eu estava fazendo minhas lições quando ouvi sua voz da tv dizendo “casamento eterno entre um homem e uma mulher” , aquilo me soou tão familiar que corri para sala ver que canal minha mãe assistia. Vendo seu modo de falar e de agir diande da situação – o casamento entre dois homens – ficamos muito felizes dizendo “finalmente alguém na tv diz coisas verdadeiras”.

    Irmão Marcelo, finalmente (depois de uma tarde fuçando na internet) posso agradecê- lo pelo que fez ontem. Com certeza fez muitas pessoas pensarem melhor sobre suas opiniões sobre o fato ocorrido naquela noite, mas o bem que você fez a minha mãe foi enorme, tenho certeza de que você ajudou muito seu testemunho em relação a “As familias poderão ser eternas”

    E agora ela está mais animada do que nunca para selar nossa família (meu pai, minha irmã, ela e eu) OBRIGADA!!!
    estou enviando também ‘obrigadas’ por minha mãe e irmã que também te assistiram.

    Oramos por você!

    Sou membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias desde 19 de novembro de 2005

    Sou do Rio Grande do Sul, mas estou, também “temporariamente” em Curitiba.

    “Lembro- me de ti em minhas orações…” Morôni 8:3

 

REGRAS PARA COMENTAR NOS ARTIGOS:

  1. Não use agressividade, provocações, insultos, ironias, deboches, maledicências, palavrões e coisas desse tipo, ou seu comentário será sumariamente apagado. Aceito críticas, sim, o que não aceito é falta de educação e de respeito.
  2. Não use e-mail falso ou seu comentário poderá ser apagado.

Deixe seu comentário - mas observe as regras acima!